02 agosto 2017

[Resenha] Marlena - por Julie Buntin



Título: Marlena
Autor (a): Julie Buntin
Páginas: 304
Editora: Rocco
Skoob || Compre || Encontre

Sinopse: Cat tem 15 anos e se sente sozinha e perdida ao deixar para trás o mundo que conhecia para viver numa pequena cidade no interior de Michigan. Mas sua vida se transforma quando ela conhece sua nova vizinha. Marlena é uma garota destemida, determinada e fora de controle. Logo as duas se tornam inseparáveis e passam a testar seus limites, em busca de novas experiências e, principalmente, de um sentido para a vida. Até que um desfecho inesperado põe fim a esta amizade. Quase 20 anos depois, Cat relembra aquele período de excessos e ainda luta para perdoar a amiga e a si mesma, neste romance ao mesmo tempo sensível e brutal sobre uma amizade obsessiva e sobre pessoas que, não importa o quanto se demorem, deixam marcas profundas na vida de outras.

"Apago a luz do meu apartamento, e ela surge com a escuridão. A visão do trem alarga-se no túnel, e lá está ela, nos trilhos, o cabelo loiro balançando. Estou na mercearia quando uma de nossas velhas músicas começa a tocar, e sucumbo bem no meio do corredor dos cereais. Às vezes, tarde da noite, quando me atrapalho com a chave em frente à porta de casa, meus olhos dão com o meu reflexo no espelho do corredor, e eu a vejo, esperando."

Cat podia se considerar uma adolescente comum de 15 anos, com uma vida um tanto pacata onde seu programa favorito era fazer as unhas em um sábado a noite com sua melhor amiga de infância. No entanto, o divórcio dos pais levaram-na até o Michigan. Até Marlena. Marlena que seria sua vizinha, nova melhor amiga e, principalmente, aquela que lhe mostraria um universo que até então lhe era desconhecido e no qual ela jamais imaginara entrar.

"Quero cuspir no seu rosto e me afastar de tudo o que ela me fez fazer, de todas as mudanças que sofri, quero tanto isso que, por um momento, isso parece possível e quase faço. Enfio as mãos debaixo das coxas, para que ela não veja que estão tremendo, e olho fixo para o aromatizante vencido de pinho. Ele vibra feito louco, mesmo com o carro parado."

Com esses mesmos 15 anos depois, Cat é uma mulher casada e está em Nova York. Sua amiga, Marlena, está morta. Ironicamente, nesta segunda metade da vida de Cat, ela nunca estivera tão viva. Cat que, mesmo após tantos anos, não consegue acreditar que a amiga foi morta por um afogamento. Que a enxerga em cada ambiente, ainda que elas nunca tivessem estado naquela cidade juntas. Que tem a impressão de ser Marlena, a cada vez que seu telefone toca e o código de área indica ligação do Michigan. Inclusive, é esta mesma impressão que ela tem quando, inesperadamente, o irmão mais novo da ex vizinha e alguém em quem ela pouco pensava agora, Sal, telefona e pede para encontrá-la.

"E então, tudo voltou, é claro; os contornos mais nítidos, mais iluminados do que a cidade à minha volta, a cidade que pareceu ficar enevoada e depois se afastar assim que Sal disse seu nome. No entanto, aquilo já estava ali, não estava? Um período tão breve da minha vida que terminou quando mal tinha começado, e mesmo assim existe algo que quero saber, uma mina ardente, uma pergunta pulsando nas profundezas."

Marlena, portanto, é um livro que se passa alternadamente em duas realidades, Michigan e Nova York. Na primeira, vimos os relatos de Cat a respeito de tudo o que esta nova vida em uma nova cidade lhe proporcionou. Como foi, para ela, uma garota com uma mãe um tanto fragilizada demais na época por conta da separação e um irmão mais velho, Jimmy, conhecer alguém com quem pudesse passar seu tempo quase sempre livre e viver aventuras com as quais ela se quer ousara sonhar. Marlena havia sido tudo o que ela esperava de uma amiga. Protetora, paciente, companheira. Por outro lado, era uma garota de 17 anos que conhecia muito mais da vida que Cat. Familiarizada com drogas, sexo e todo um caminho de liberdade e mentiras, Marlena levará a amiga inocente à descobrir e excitar-se com os lados perigosos que a vida pode ter. Na segunda realidade, onde a personagem principal é Cat já adulta, acompanhamos lentamente sua visível falta de estabilidade emocional, desde o instante em que ela recebe a ligação do irmão de Marlena até o momento em que, finalmente, o encontro acontece.

Confesso que quando li a sinopse deste livro e fiquei cheia de expectativas. O que a gente imagina à um primeiro olhar para a história, pelo menos o que eu imaginei, era que fosse algo com um certo mistério ou suspense envolvido. Eu esperava uma trama intrigante e, para minha enorme frustração, não foi nada disso. Particularmente considerei uma história muito parada, sem grandes reviravoltas e acontecimentos marcantes. Porém, talvez, isto se deva ao fato de que, como eu disse, eu fui ler acreditando que encontraria algo totalmente diferente do que encontrei.

Outro ponto que me incomodou um pouco e talvez tenha colaborado para esta minha leitura não fluída foi a escrita da autora. Um tanto engajada demais, na minha opinião, me envolvo mais por escritas mais soltas.

Quanto às personagens, mesma coisa, tive a impressão de que todas foram muito pouco desenvolvidas, de modo que não consegui me cativar por nenhuma, não deu para conhecê-las bem. Eu não consigo dizer ao certo, por exemplo, se Cat era uma pessoa influenciável ou firme. Se Marlena era uma amiga boa ou má. A trama também conta com personagens secundários como os irmãos de ambas as garotas, Rider e Greg, também conhecidos como seus companheiros de farra, uma mãe, como já dito anteriormente, um tanto vulnerável demais para tomar conta de uma filha adolescente como Cat, um pai, no caso o Pai de Marlena, que tem sua própria plantação de drogas e pouco faz pelos filhos. Não encontrei, dentre todas essas pessoas, alguém que eu senti que pude conhecer mais a fundo, algum personagem mais trabalhado. Senti falta disso.

Ainda assim, é claro que, como toda leitura, esta também teve seus pontos positivos. Para mim, o
principal deles foi que, apesar de ser um livro que trata de temas fortes, é um livro leve. Ele não nos choca, ao menos não me senti chocada por ele em nenhum momento. Sim, este pode ter sido um dos pontos em que a história pecou, para mim. Porém, pode ser um bom enredo para quem procura algo leve e com teor adolescente. Para quem espera, mais do que um grande impacto, uma leitura para passar o tempo e sair um pouquinho do próprio mundo.




26 comentários:

  1. Ola! eu anida não tinha ouvido falar deste livro. Me surpreendi quando você disse que é um livro leve. Ao ler a sinopse, e a metade da resenha, achei que era uma história no minimo tensa. Infelizmente, o livro não me cativou. Desta vez passo a dica. Abraço

    ResponderExcluir
  2. A primeira vista este seria um livro que eu não leria. Mas, quem sabe. Os livros que geralmente não leria costumo pega-los para curar ressaca literária, vá entender rs Gosto de sair de minha zona de conforto nessa fase e do óbvio. Anotarei como uma possível futura leitura aqui. Bexitus, Tay!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Isabela! Tudo bem?

    Apesar de eu conhecer alguns livros do Selo Fábrica231 e diversos livros da Rocco, o livro Marlena não estou conseguindo lembrar, não me recordo desse livro. Fiquei surpreso ao você comentar que o livro trata de temas fortes com sutileza e leveza, pois isso não deve ser fácil. Parece ser uma boa leitura, além disso gostei da sua resenha. Dica anotada!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Ola
    Primeira resenha que eu leio a respeito desse livro, e confesso que apesar de já ter visto a capa por ai, não tinha prestado muita atenção, mas a sua resenha despertou a minha curiosidadade por conta dos elementos trabalhados. Legal que apesar de todo o lado impactante, pelo que pude compreender, a leitura consegue ser leve. E agora, percebo que poderia ser uma boa leitura para mim. Obrigada pela recomendação!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente,achei a história um pouco complicada lendo assim de primeira opinião, não sei se leria ele,provavelmente não, como você disse também prefiro uma escrita mais solta.
    O livro me pareceu um pouquinho confuso,mas isso foi só a primeira impressão.

    ResponderExcluir
  6. Senti o mesmo que você, viu? Com a sinopse e parte da sua resenha, eu lembrei de "A Garota No Trem", não sei por que, pois não li este. A premissa parece ser uma história renda, com muito suspense e mistério, mas pelo que disse, não é nada disso. Por enquanto não me interesso em ler.

    ResponderExcluir
  7. Oi Isabela, acho que meu envolvimento com esta leitura seria igual ao seu se eu não tivesse sentido profundidade nos personagens. Gostei de você salintar um ponto positivo também, porque nada é 100 por cento ruim né?
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oiii tudo bem??

    Quando li a sinopse criei as mesmas expectativas que você, e é uma pena que não seja tudo que imaginou.
    Apesar de tudo ainda tenho vontade de ler este livro.
    Adorei conhecer um pouco mais da história. E espero realizar a leitura em breve.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  9. Oi, Isabela!
    Eita, pela sinopse parecia que a história seria cheia de mistérios mesmo! Que pena que não foi nada disso durante a sua leitura =/ Mas pelo menos a autora conseguiu deixar a narrativa leve, né? Assim a leitura também vale para alguma coisa :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oii Isabela, tudo bem? Que pena que o livro te decepcionou :( Eu também tenho problemas quando os personagens não são bem desenvolvidos, e acaba pesando na leitura. Vou abaixar as expectativas antes de começar a leitura! Quem sabe acabo gostando mais. Adorei sua resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?

    Nossa, nunca tinha ouvido falar desse livro, mas pela sua resenha fiquei interessada! Anotei a dica, pois as vezes tudo o que precisamos é uma leitura leve para a semana :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    A trama na verdade não me chamou a atenção, principalmente por primeiro parecer um thriller psicológico, mas na verdade se caracterizar mais como um drama. Pelo menos foi o que senti com sua resenha. Se para você a leitura foi meio arrastada, acho que não fluiria de forma alguma para mim. Quem sabe em outra oportunidade.
    Bjs!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  13. Que trama complicada hein...Pelo que li na resenha pensei que esse livro fosse ser u7ma história bem pesada, mas pelo que vc falou ele é bem leve, me surpreendeu bastante.

    É um tipo de história que até hj não li. é uma pena não ter superado a suas expectativas. Acho tão ruim quando acontece isso. Gostei bastante da sua sinceridade ao falar sobre o livro.

    Apesar de não ser um livro que eu não leria, gostei bastante da sua resenha. beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Isa.
    Eu tive a mesma impressão que você ao ler a sinopse: que seria um livro cheio de suspense e reviravoltas e acho que eu também ficaria decepcionada ao descobrir que não é bem assim durante a leitura.
    Adorei a resenha e as colocação, mas não sei se é um livro que eu leria.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Olá...
    Ainda não tinha lido nada desse livro, então, sua resenha foi muito útil ;)
    Entendo completamente suas ressalvas e acho que esses pontos iriam me incomodar também, porém, me senti um pouco envolvida pelo enredo, inclusive, pretendo ler... Mas, não agora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Isabela, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse título, mas não fiquei muito interessada. Eu vejo os livros sendo lançado por esse selo da Rocco e não consigo me sentir com vontade de ler. Também não curto muito escritas engajadas, preferindo as soltas, como você disse. Outra coisa que não me agradou nada foram os personagens, que pena que não são bem desenvolvidos.
    Vou passar longe desse livro rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Sinceramente, pelo o enredo o livro atrai bastante, mesmo eu não sendo adepta a esse tipo de história. Eu mesma me senti com vontade de ler, mas ver que ele não atingiu as suas expectativas já me fez desistir de lê-lo. Mas enfim, amei a sinceridade em sua resenha! ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  18. Oie tudo bem?

    Amo suspense, mas esse não faz muito o meu estilo de leitura, pelo o que pude notar pela sua resenha eu ficaria nervosa demais realizando a leitura dessa obra, por enquanto passo a dica!

    Bjss

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia a autora e a obra, a capa é bem interessante. Mas a sinopse me lembrou um pouco aquele filme Aos Treze... Então aí já meio que fiquei "hm...."
    Mas vi que a história também se passa anos depois. Pelo jeito, o filme que citei acima é mais movimentado que a história da Cat e da Marlena, huahuaha! Todo adolescente está suscetivel ao mundo que Marlena conhece... Não é muito chocante, se as coisas não passam do sexo, drogas e rock'n roll... Não me atrai muito não!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Eu não conhecia esse livro, mas a sinopse já não me atraiu.
    Quando você fala sobre a escrita da autora e a construção dos personagens, penso que eu sentiria o mesmo, e que também não me agradaria.
    Uma pena, pois é um tema que poderia ser tão bem explorado, né?
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Que pena que o livro não te prendeu tanto quanto imaginava.
    Pela sinopse dá para esperar algum mistério mesmo, imagino que me sentiria tão frustada como você ao ver que não se passa de uma simples história com nada de mais hahahha

    ResponderExcluir
  22. Oi Isabela,
    já assisti muitos filmes com tramas semelhantes mas nunca encontrei nenhum livro no estilo que me chamasse a atenção e eu adoraria saber como se desenvolve uma narrativa que contém uma relação obsessiva seja de romance ou amizade. Que pena que as personagens não foram bem trabalhadas e que isso tenha dificultado o entrosamento, é tão bom quando nos ligamos nem que seja a um personagem, né? Acho que facilita muito mais a leitura.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia esse livro. Que pena que ele não foi aquilo que você estava esperando, isso é muito frustrante.
    A trama em si não é de se jogar fora, mas com as suas ressalvas a vontade de ler não apareceu não.
    Gosto bastante de personagens bem desenvolvidos e acho essa característica crucial para me fazer curtir a história... uma pena isso também ter deixado a desejar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. oie, isa, fiquei com vontade de ler esse livro quando vi seu lançamento, mas com suas impressões confesso que não me atraiu mais. Fiquei meio curiosa com o que você quis dizer com escrita engajada demais eehe,

    ResponderExcluir
  25. Olá,

    É complicado quando estamos curiosa sobre uma leitura e ela não é totalmente satisfatória. Não tinha ouvido falar nesse livro ainda, mas, mesmo você dizendo que não gostou muito, eu fiquei curiosa para saber mais sobre esse livro. Espero gostar.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá Stéfani,

    Até pela sinopse do livro já tinha visto que ele não ia me interessar e agora que vi que você achou a leitura truncada e os personagens pouco desenvolvidos com certeza esse não vai ser um livro que eu vou ler.


    Beijos e obrigada pela resenha
    http://floraliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir