05 junho 2017

[Resenha] Onze leis a cumprir na hora de seduzir - Por Sarah MacLean



Título: Onze leis a cumprir na hora de seduzir
[Os números do amor #3]
Autor (a): Sarah MacLean
Páginas: 336
Editora: Arqueiro
Skoob || Encontre

Sinopse: Juliana Fiori é uma jovem ousada e impulsiva, que fala o que pensa, não faz a menor questão de ter a aprovação dos outros e, se necessário, é capaz de desferir um soco com notável precisão. Sozinha após a morte do pai, ela precisa deixar a Itália para viver com seus meios-irmãos na Inglaterra.
Ao desembarcar no novo país, sua natureza escandalosa e sua beleza estonteante fazem dela o tema favorito das fofocas da aristocracia. Pelo bem de sua recém-descoberta família britânica, Juliana se esforça para domar seu temperamento e evitar qualquer deslize que comprometa o clã. Até conhecer Simon Pearson, o magnífico duque de Leighton.
O poderoso nobre não admite nenhum tipo de escândalo e defende o título e a reputação da família com unhas e dentes. Sua arrogância acaba despertando em Juliana uma irresistível vontade de desafiá-lo e ela decide provar a ele que qualquer um – até mesmo um duque aparentemente imperturbável – pode ser levado a desobedecer as regras sociais em nome da paixão.


Resenhas anteriores:


Juliana Fiori é irmã de Nick e Gabriel. Filha ilegítima da marquesa que abandonou o marido e os filhos para ir para Itália se divertir, Juliana é um escândalo ambulante e a sociedade londrina não a deixa esquecer. Desde que desembarcou em Londres há alguns meses, Juliana viu Gabriel se apaixonar e se casar, e Nick correr das mães casamenteiras de Londres para encontrar o amor de sua vida no campo. Ela deseja ter esse sentimento profundo de ligação com outra pessoa, mas sabe que ali jamais o encontraria, e não ajuda nada ela ter somente olhos para Simon, o duque de Leighton, ou como todos o conhece, o duque do desdém.

"- Não com essas palavras. Soa verdadeiro para você, não é? Olhando de cima para baixo, para as criaturas inferiores. O sangue vai aparecer: o verdadeiro lema do Duque do Desdém.
O Duque do Desdém."
Capítulo 09

Moral e reputação impecável sempre foram o lema da família de Simon. Vindo de uma linhagem extensa de ducados, o duque não aceita ninguém que não seja no mínimo respeitável aos seus olhos. Toda sociedade londrina o venera e faz de tudo para cair em suas graças, mal sabem que Simon está desesperado para encobrir o maior escândalo que Londres, e sua família, verá em anos. Georgina, sua irmã caçula de apenas 17 anos, que nem havia debutado ainda, fugira dele indo à Casa de Minerva estando grávida. A moral da família estaria na lama se a verdade fosse a público, e assim que sua fria e gélida mãe soube da notícia, suas ordens foram Simon deveria se casar com uma jovem imaculada e de linhagem pedigree. E assim, o duque do desdém se vê obrigado a se sacrificar para amenizar o escândalo que em breve estouraria. Só não estava em seus planos que Juliana Fiore fosse se pôr em seu caminho.

"Primeiro, ela deveria ter ignorado o impulso de deixar o baile de outono de sua cunhada em favor do mais agradável, mais perfumado e muito mais mal iluminado jardim da Casa Ralston.
Segundo, ela deveria ter hesitado quando aquele mesmo impulso a levou além, pelos caminhos escuros que marcavam o exterior da casa de seu irmão.
Terceiro, ela deveria ter voltado para casa no momento em que deu de cara com lorde Grabeham, extremamente bêbado, quase caindo e cuspindo grosserias.
Mas ela com certeza não deveria ter batido nele."
Capítulo 01

Após mais uma das intermináveis festas da sociedade onde todos adoram demonstrar que ali não é o lugar de Juliana, a jovem sai dos aposentos para respirar ar puro nos jardins isolados da Casa Ralston, ela só não espera que um dos "cavalheiros" do local a atacariam tomando-a como fácil. Juliana dá a devida lição no homem, mas mesmo sendo extremamente espirituosa, livre e corajosa, ela corre e se esconde em uma das carruagens da recepção, e para seu imenso azar, essa carruagem é a do duque de Leighton.

"- Você acha que está acima da paixão? Acha que seu mundo perfeito não precisa de nada além de regras rígidas e experiência sem emoção?
Ele deu um passo para trás diante do desafio nas palavras suaves dela.
- Eu não acho. Eu sei.
Ela assentiu uma vez
- Prove – desafiou. As sobrancelhas dele se juntaram, mas ele não disse nada. Juliana continuou: - Deixe que eu lhe mostre que nem mesmo um duque frio pode viver sem emoção.
[...]- Eu lhe darei duas semanas. - Ela nem teve tempo de se deleitar com sua vitória quando ele emendou: – Mas será você quem vai aprender uma lição, Srta. Fiori.
- Que lição?
- A reputação sempre triunfa."
Capítulo 03

Assim que se dá conta da situação escandalosa que se encontra, Simon a acusa de querer se arruinar em prol de um casamento extremamente vantajoso com ele, mas isso muda quando vê Juliana cheia de hematomas e sangue por toda a pele. Ela se cansa de todas as grosserias, insinuações de que seja igual a mãe, e do ar de superioridade de Simon, e ali o propõe uma aposta ao duque gélido. Juliana provaria que a paixão está acima da reputação. Simon fica tão irritado pela forma insolente que a jovem se dirige a ele que aceita dando-lhe duas semanas, e ainda de quebra daria uma lição que ela jamais esqueceria. Mas ambos não contavam que se apaixonariam. Simon é um duque que precisa de um casamento impecável, e Juliana é o pior tipo de escândalo que ele poderia escolher, mas a cada encontro no qual a jovem mostra seu jeito alegre e descontraído de viver, sua tenacidade, paixão e espiritualidade fazem com que ele deseje esquecer todas suas obrigações e viver essa paixão.






Suspiros eternos após essa leitura maravilhosa e apaixonante. Me encantei com Callie e Gabriel, ri horrores com Nick e Isabel, e agora, fiquei completamente apaixonada e levemente irada com Simon e Juliana. Onze leis a cumprir na hora de seduzir é o encerramento perfeito para a  trilogia Os números do amor. Foram tantos sentimentos despertados ao longo da leitura que quando terminei não sabia se ria, se chorava ou simplesmente ficava que nem boba olhando para o teto, e agora aqui estou eu, pronta (ou quase) para falar tudo o que a leitura me passou.


A estória é narrada em terceira pessoa, assim como de costume em romances de época, e trás a estória de Simon e Juliana. Dizer que a premissa é diferente do convencional seria pouco, porém esperado visto que seus antecessores foram tão diferentes quanto esse, e também dos que encontramos nos romances históricos. Juliana além de ser filha ilegítima, é filha ilegítima de uma marquesa e italiana (considerado pelos londrinos, pessoas sem moral e libertinas). Fiquei extremamente irritada por todas as coisas que ela enfrentou ante as pessoas, e dei graças em vários momentos por nossa sociedade ter evoluído tanto nesse quesito, chega a ser impensável julgar uma pessoa por algo que alguém da sua família fez. Ela é taxada de aproveitadora, promíscua, escandalosa, e sem moral, tudo por ser filha de quem é. É tanta maldade dessas pessoas que eles fazem questão de dizer tudo em alto e bom som para que ela escute, mas sendo quem é, ela sai por cima e tira o melhor proveito da situação. Adorei toda a criação da personagem. Juliana é alegre, espirituosa, alto astral, aventureira, e muito ousada. Ela também cresce bastante ao decorrer da estória onde enfrenta seus medos e inseguranças e se torna alguém em que ela acredita ser.


Simon por outro lado foi extremamente difícil de se gostar. Já não gostei dele no segundo livro, e aqui a primeira impressão que temos é de uma pessoa fria, calculista e arrogante até o âmago. Tudo o que conseguia pensar enquanto lia era que ele é exatamente o tipo de homem que Juliana não precisa em sua vida. Ele a fazia se sentir uma pessoa inferior, não merecedora de sua atenção, e mesmo não querendo,a insultava por simplesmente quem ela é. Quando essas coisas aconteciam minha vontade era de entrar no livro e dar uns belos tapas nela pra ver se ela acordava pra realidade. Mas aos poucos a autora começa a mostrar porque Simon é assim, e ainda nos faz ver que ele realmente acredita que precisa ser da forma como é. Foi gratificante vê-lo se desprendendo de suas crenças moralistas e Juliana provando que ela era capaz sim de trazer paixão para vida dele. Simon cresce tanto ao decorrer da estória, cresce como ser humano e se torna alguém melhor, e o quadro muda, ele começa a perceber que na realidade ele é que não é digno de ter alguém como Juliana em sua vida. Foi intenso ver sua luta, mas gratificante o resultado e passei a amá-lo por se tornar a pessoa que ela precisava.


Os personagens secundários da estória são aqueles que já conhecemos, o que tornou a leitura  ainda melhor por temos a familiaridade e sensação de estar em casa. Nick, Isabel, Gabriel e Callie estão ativamente na estória, e ainda de quebra, temos um vislumbre de como a vida dos casais prosseguiram após suas estórias. Os cenários são estonteantes com todas as mansões e seus salões de bailes repletos de mulheres com vestidos maravilhosos, parques ao ar livre e o campo, tudo é descrito com tantos detalhes que me sentia em pleno século XIX.


A edição física do livro está simplesmente linda. A capa trás uma modelo morena e com características da personagem, mas creio que poderia ter sido uma outra cor para o vestido, já que na estória ela não usa cores neutras e delicadas como as meninas inglesas, mas sim cores ousadas e chamativas. Internamente a fonte é confortável para a leitura e em cada começo de capítulo mostra dois pequenos trechos que parecem ter sido retirados de revistas da época onde mostram como uma dama inglesa deve se comportar, e é claro, Juliana em cada capítulo mostra que isso não tem nada   a ver com ela. A escrita da Sarah MacLean nesse livro está  mais tensa e menos descontraída, ela mesclou com muito domínio e prudência as cenas menos descontraídas de Juliana com as tensas e rígidas de Simon, e nenhuma atrapalhou a outra, muito pelo contrário, se fundiam com perfeição.


Enfim, essa resenha ficou imensa mas foram tantos sentimentos despertados ao decorrer da leitura que foi difícil não expôr tudo aqui pra vocês. Juliana e Simon são o complemento perfeito para um romance que se tornou perfeito. Confesso que ele me irritou com seu jeito, mas vê-lo se desprendendo e se tornando alguém melhor foi ainda mais gratificante. Torci, sorri e me emocionei, e assim me despeço dessa trilogia que entrou para as minhas favoritas. Recomendo a leitura para todos que amem um bom livro de romance de época, e ainda mais para quem deseja uma estória cheia de emoções.





23 comentários:

  1. Ola
    Não tenho dúvidas de que esta deve ser uma história apaixonante. Sou apaixonada por esse gênero, então é claro que a premissa me intriga muito. Sua resenha me deixou ainda mais motivada e curiosa a respeito do desenvolvimento. Quero muito começar a ler essa série porque ja conheço a escrita da autora e sei que ela é incrível. Apaixonada por essa capa ♥
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. A resenha pode ter ficado extensa, mas foi bem gostosa de ler por ser bem escrita. A premissa da série de livro me lembrou muito Os brigertons da Julia Quinn, conhece? Talvez porque é de época e cada livro conta a história de um casal diferente. Acho que vou gostar dos personagens, principalmente de Simon por evoluir como pessoa, gosto quando eles crescem ao decorrer da história. Obs.: as fotos da resenha estão belíssimas.

    ResponderExcluir
  3. Eu acompanhei as suas resenhas e confesso que fiquei muito curiosa para conhecer a trilogia. Confesso que a história dessa personagem, em particular, me chamou mais atenção, mas acredito que, assim como você, irei gostar de todos os livros. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oiiii,

    Foi fácil de mais ver sua paixão na resenha, a maneira como o livro te encantou e eu preciso te agradecer, porque eu estou a muito tempo querendo ler esta trilogia, mas estava com muito medo do que viria no terceiro livro. Li diversas resenhas sobre os primeiros livros e vários comentários sobre como o Simon era e ficava me perguntando como seria o livro dele, então muito obrigado por me deixar com mais vontade de ler a trilogia ainda e por tirar de mim o medo de começar uma história boa que terminaria de uma maneira ruim. Fiquei feliz de saber que ainda que tenha sido um desenvolvimento árduo, Simon tenha se tornado aquilo que Juliana precisava, vou começar a leitura com o coração cheio de expectativas e com a certeza de que terei uma conclusão de alegrar o coração.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Esses dias não estou muito na vibe de livros de época, mas quando eu entrar no ritmo é certeza que lerei esses, primeiro porque eu já conhecia o quão apaixonante essa história pode ser, graças a minha irmã caçula que leu e viciou nessas três histórias, ela já havia me indicado essa história inúmeras vezes e segundo porque uma resenha dessa não pode de forma alguma ser infundada. Espero conseguir ler o mais breve possível.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Mais um belo romance de época para deixar todo mundo apaixonado! Apesar de não curti muito esse gênero, adoro ler as resenhas apaixonadas <3
    Gostei dos detalhes da sua. As personagens me pareceram bem construídas e acho o máximo essa relação de amor e ódio com eles. Também curto quando os secundários são bem trabalhados.
    A capa é linda mesmo! E a Arqueiro sempre arrasa na edição.
    Adorei as fotos.
    Ótima resenha.
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias


    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?

    Já conhecia o livro mas não conhecia muito sobre a história e parece ser um livro muito legal. Gosto muito de ler livros onde dá para ver o crescimento do personagem, como o Simon neste livro. Fiquei com muita vontade de ler a trilogia.
    As fotos ficaram lindas.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  8. Olá! para começar, parabéns pelas fotos. Ficaram um espetáculo. Sobre o livro, essa trilogia está na minha mira, faz tempo. E sua resenha ficou muito boa. E me lembrou muito o livro "Os segredos de uma noite de verão" Li este livro, e gostei muito. E irei ler está trilogia assim que for possível.

    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bom?
    Primeiramente, preciso comentar como essas fotos estão maravilhosas! Adorei cada uma delas, me deixou com mais vontade ainda de conferir essa obra, que já está na minha lista a tempos! AMo romances de época e ainda mais com protagonistas assim, fora do comum. Obrigada pela resenha <3

    ResponderExcluir
  10. oi tudo bem
    não sou muito de ler romance de época mais confesso que fiquei com vontade de ler este livro pelo simples motivo de ter uma mocinha cabeça dura e o mochinho ainda mais kkk .
    tenho certeza que deve ser daqueles livros que faz gente suspirar e ficar com raiva ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  11. OI

    não sou muito de ler romance de época mais confesso que fiquei com vontade que ler este pelo simples motivo que de ter uma mocinha cabeça dura e um mocinho mais ainda, deve ser daquele livro que faz a gente dar altas suspiradas e ficar morrendo de amores e também com um pouco de raiva.

    ResponderExcluir
  12. Oiee Stéfani ^^
    Primeiramente: eu adoro esses gêmeos...haha' não sei nem dizer qual deles é o meu favorito ♥ Estava muito curiosa para ler a história da Ju (olha a intimidade), e fiquei mega feliz quando o meu exemplar chegou ontem. É a próxima leitura \0/ Saber que você sentiu tanta coisa durante a leitura me deixou ainda mais animada, pois a gente sempre espera isso do último livro de uma série/trilogia, né? Só estou receosa em relação ao Simon...hehe'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  13. Oiee!!
    Não tenho o costume de ler romances de época, mas fico feliz do protagonista se desprender daquelas crenças e costumes conservadores, pois acho que não suportaria passar uma história inteira lendo sobre relacionamentos que de certa forma se tornam abusivos, tamanho machismo que imagino sempre nos personagens masculinos desses romances. Posso estar completamente enganada, mas é a impressão que sempre tenho, e fico feliz quando as resenhas me mostram a evolução de tais personagens!!
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Essa será uma das minhas próximas leituras!
    Estou bem curiosa com o livro, ainda mais que a autora me conquistou desde o primeiro volume. E como gostei da narrativa dela, daquelas que depois que começa não consegue parar.
    Cada vez mais a editora me surpreende com os livros publicados.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  15. Olá Stef,
    Como sempre, suas resenhas são maravilhosas. Ainda não li os livros dessa série, mas tenho muita vontade, pois gosto de romance de época e esses parecem ser extremamente gostosos e espirituosos. Gostei do que você sobre os casais e fiquei levemente preocupada por o casal desse volume ter te deixado irada, mas, apesar disso, a história parece ser extremamente interessante e isso me agrada muito.
    Vou anotar a dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, Stefani

    Como não ter vontade de entrar no livro e dar uns sopapos no Simon, né? Hahahaha
    A autora até explicou mesmo o porquê dele ser daquele jeito, mas mesmo assim minha pinimba com ele não passou!
    Juliana é um show, eu amei todas as três mocinhas dessa série. Agora vou partir pada a série Clube dos Canalhas!

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá!!

    Eu ainda não consegui ler este e outros livros do gênero quer quero ler da Arqueiro. Estou namorando esses livros há muito tempo, mas não consegui comprar até o momento. Já vi alguns num sebo, mas sempre é o terceiro, ou quinto livro. Ele já está na lista de leituras que quero fazer, só preciso mais uma oportunidade para comprar.

    ResponderExcluir
  18. Oi, stef, gosto de personagens que se mostram diferentes e é bacana saber que a juliana é assim, toda destemida. também achei ótimo o simon mudar e se tornar uma boa pessoa. E é sempre lindo visitarmos os casais anteriores para matar a saudade, né. Esses livros estão na minha lista.

    ResponderExcluir
  19. Oi! Já ouvi falar muito bem desses livros e sua resenha só aumentou a minha vontade de ler! A Juliana parece ser uma garota que vai se meter em muita bagunça pra arrancar risadas da gente.
    Adoro esses romances que fazem parte do mesmo universo... É tão gostoso, você sente que está vendo tudo acontecer em paralelo.
    E que diagramação linda é essa? PRECISO!

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Eu quero muito ler esse livro, adorei a protagonista no livro anterior e imagino que ela traga muitas gargalhadas ao leitor em sua história, e talmbém muitos momentos triste por causa de seu passado pesado.
    mas é bom saber que o mocinho se redimiu, realmente quando ele apareceu na história achei ele um chato mimado, mas é bom saber que a autora conseguiu botar ele nos trilhos nesse livro.
    Espero de verdade poder ler ele em breve

    ResponderExcluir
  21. Olá,

    Estou bem animada para essa trilogia, são tantos comentários positivos, que mal posso conter minha animação, o único problema é, estou estudando, então meu tempo está bem limitado e estou dando prioridade aos não lidos da estante, mas assim que sugir a oportunidade irei correndo fazer essa leitura.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Stefani, tudo bem?
    Eu amo um bom romance de época mas nunca li nada da autora, essa não é a primeira vez que vejo falarem bem dessa série, sua resenha me trouxe uma ótima proposta, até vou ver se consigo ler os livros em breve, mas vou correr para o primeiro antes! quero conhecer esses personagens e me envolver também.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  23. Realmente, que bom que evoluimos, é horrível ser julgado pela atitude de outros, por mais que essas pessoas sejam de nossa família. Eu não conhecia a autora e muito menos suas obras, mas saber que te arrancou suspiros me deixou super curiosa.

    ResponderExcluir