11 maio 2017

[Resenha] Paixão ao entardecer - Lisa Kleypas



Título: Paixão ao entardecer
[Os Hathaways #5]
Autor (a): Lisa Kleypas
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Skoob || Encontre

Sinopse: Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança.
Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles.
Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga.
A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio.
Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles.
De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é.


Resenhas anteriores:
Os Hathaways #1 - Desejo à meia-noite
Os Hathaways #2 - Sedução ao Amanhecer
Os Hathaways #3 - Tentação ao pôr do sol
Os Hathaways #4 - Manhã de núpcias


Beatrix é a mais excêntrica em uma família de excêntricos. Ela ama os animais e os resgata sempre que encontra algum machucado ou precisando de ajuda. Ela praticamente criou um zoológico em casa, e não se tratam somente de animais domésticos. Bea (como chamarei Beatrix a partir de agora) não dá a mínima para as regras de convivência da alta sociedade, e, já desistiu de encontrar um marido, tanto que não mais frequenta os eventos sociais.

"- Você aceita as pessoas como elas são. Acho que as vê da mesma forma que vê seus animais... É paciente e observa seus hábitos e desejos, não as julga." Pá. 25.

Eis que um dia, enquanto faz uma visita a sua amiga Prudence, a beldade de Hampshire, ela (Prudence) recebe uma carta de um de seus pretendentes, o capitão Christopher Phelan, que está lutando na guerra. Prudence não pretende responder à carta, por considerá-la melancólica demais.

Bea, percebendo que Christopher está passando por maus bocados e não está nada bem, decide responder a carta, fingindo ser a amiga, na tentativa de lhe conferir alguma forma de alento. Os dois passam a se corresponder frequentemente, e, claro, Bea acaba se apaixonando e o capitão também se apaixona pela mulher que escreve as cartas, pensando que é Prudence.

"Aristóteles ensinou que as estrelas são feitas de uma matéria diferente dos quatro elementos da terra – uma quintessência – que, por acaso, é também a mesma matéria de que é feita a psique humana. E é por isso que o espírito do homem se conecta com as estrelas. Talvez essa não seja uma visão muito cientifica, mas gosto da ideia de que a luz de uma pequena estrela brilha dentro de cada um de nós." Pág. 35.

Quando retorna como um aclamado herói de guerra, tudo o que Christopher quer é encontrar a mulher que lhe ofereceu conforto quando ele mais precisou. No entanto, existem alguns problemas: ele pensa que essa mulher é a Prudence e ela tem interesse em casar-se com o Christopher por ele ser um herói de guerra; Beatrix prometeu a Prudence que não contaria quem realmente escreveu as cartas; e o Christopher despreza a Beatrix e toda a família Hathaway.






Aeeeee finalmente cheguei ao último livro da série. Você já estava de saco cheio de me ver postando resenhas de cada um dos cinco livros da série, semana após semana? Problema seu se já estava. Brincadeira (ou não...). Gracinhas a parte, bora falar sobre meu livro preferido da saga dos queridos irmãos Hathaways.

Bea é a personagem que mais gostei na série. Ela é um espírito livre, não se importa com a opinião de ninguém, e ama os animais. Resgata animais feridos de todas as espécies e passa a maior parte do dia cuidando deles. E, mesmo já tendo idade para se casar, continua uma moleca, sobe em árvores, fica suja a maior parte do tempo e até usa calças de vez em quando, o que é considerado um absurdo para a época. O que mais me agradou na personagem foi ela não ter mudado seu jeito de ser, apesar das criticas que recebia, inclusive do homem por quem era apaixonada.


A guerra teve efeitos devastadores em Christopher, tudo que ele viu e fez o mudou para sempre. Acho que ele sofre de transtorno de estresse pós-traumático, apesar de a autora não ter feito essa afirmação. A parte boa da guerra foi ter conhecido seu leal companheiro (claro que todos sabem que estou falando de um cão quando digo a palavra ‘leal’), Albert, que ele trouxa para casa ao retornar da guerra e foi quem possibilitou uma aproximação, mesmo que tímida, entre a Bea e o Christopher.

"Faz um frio terrível. Agora estou dormindo com Albert. Somos uma dupla de companheiros de cama rabugentos, mas estamos dispostos a nos suportar mutuamente no esforço de afastar o frio da morte. Albert se tornou indispensável para o batalhão – ele leva as mensagens sob o fogo cruzado e corre mais rápido do que qualquer homem conseguiria. Também é um excelente vigia e batedor." Pág. 31.

Não consegui escrever sobre o romance sem soltar spoilers indesejados, então só posso dizer que foi tudo lindo e muito bem desenvolvido. Portanto, leias e descobrirás. Nesse livro, diferente do que aconteceu com o anterior, em minha opinião, os personagens foram muito bem desenvolvidos, todos demonstrando muitas facetas complexidade.

No que diz respeito à diagramação, a capa do livro é linda, tem orelhas, e, é condizente com os anteriores da série e com o conteúdo. As folhas são amareladas e as letras têm tamanho e espaçamento que facilitam a leitura. Não encontrei erros de revisão.


Bom, indico esse livro para quem leu e gostou dos anteriores da série. Ele foi meu favorito, não só por fechar a série com chave de ouro, mas também por trazer elementos interessantíssimos que eu nunca tinha visto em romances de época. Eu gosto também desse estilo de série, em que cada volume tem um personagem principal diferente, e, ao mesmo tempo, temos vislumbres do que aconteceu com os personagens dos livros anteriores. Assim, não fica repetitivo, mas, ao mesmo tempo, continuamos naquele universo maravilhoso que a autora criou.

Agora, a série, como um todo, está mais do que indicada para quem gosta de romances de época, que contam com algumas cenas eróticas e com uma escrita leve e fluída. A leitura é bem gostosa e rápida, você chega ao quinto livro sem perceber, e, depois fica tentando ler mais devagar (sem grande sucesso), para não chegar ao fim.


Espero que tenham gostado dessa maratona de resenhas da série, e, se for seu perfil de leitura, pode dar uma chance para a série sem medo, que não vai se arrepender.

7 comentários:

  1. Olá!
    Ahhhhh, acabou... :(
    Eu adoro essa série! Apesar de que foram poucas as de época que li, tenho um carinho especial por essa. E realmente a Beatrix fecha a série com chave de ouro! Passei uma certa raiva com o Christopher em alguns momentos, mas não me incomodou até porque eu o entendia.
    Adorei a resenha e é sim uma ótima indicação!
    Bjs e até mais!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Ainda não li essa série , vou começar a leitura coletiva dela ainda esse mês!

    Fiquei curiosa com esse em especial por se tratar do seu favorito, e pela protagonista amar animais ( assim como eu <3)

    Adorei a resenha!

    Beijos
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. OIii tudo bem??

    Conheci esse livro pq uma garota que troquei queria muito ele, e acabei fazendo uma troca tripla para ela conseguir.
    Então nunca li romance de época, e não sei dizer se gostaria.
    Acho legal quando o ultimo se torna favorito de todos, geralmente acho q a escrita decai quando chega ao ultimo.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?
    Ja canseei de dizer o quanto AMO contos de época, e esse parece ser uma delicia de se ler! Adorei a capa, e amo historias ambientadas na época das guerras, portanto irei amar essa narrativa ❤

    ResponderExcluir
  5. Como não se apaixonar pelos livros da lista.todos maravilhoso s sou apaixonada pro esta série
    E este livro me encantou muito .porw Bea tem um espírito livre e encantador .Cristhopher cheio ode traumas me fez ter vontade de pegar no colo algumas vezes
    Linda história de amor dos dois

    ResponderExcluir
  6. Olá, Barbara.
    Que bom que o último livro da série não te decepcionou.
    Acho que quando eu for lê-lo também foi ficar contente pela inovação de alguns elementos e também vou gostar da Beatrix pela personalidade dela.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Oi Barbada! Amei a sua resenha e me apaixonei pela série. Não conhecia, mas faz muivo meu estilo. Vou providênciarecomendar a leitura! Bom é quando já estão todos lançados né? Que desespero me dá esperar lançamentos.hehe

    Super beijo
    Resenhando por Marina

    ResponderExcluir