11 abril 2017

[Resenha] Tentação ao pôr do sol - Por Lisa Kleypas



Título: Tentação ao pôr do sol
[Os Hathaways #3]
Autor (a): Lisa Kleypas
Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Skoob || Encontre

Sinopse: Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar.
Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem.
Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele.
Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça.
Mas fascínio e desejo não serão suficientes para construir sua história, sobretudo quando uma traição põe em jogo as bases do relacionamento. Agora, é entre quatro paredes que eles tentarão resolver problemas e anular diferenças, num romance sensual em que seu futuro juntos pode mudar a cada toque, cada encontro, cada descoberta.

Resenhas anteriores: 
Os Hathaways #1 - Desejo á meia-noite
Os Hathaways #2 - Tentação ao amanhecer


Este é o terceiro livro da série Os Hathaways, portanto pode conter spoiler dos livros anteriores.

Esta é a terceira temporada social de Poppy em Londrese e ela já está cansada. É quase impossível encontrar um pretendente, já que quando a má fama da família Hathaway não os afasta, a inteligência aguçada de Poppy os intimida.


- Sua irmã mais nova ficava à vontade entre cavalheiros de um jeito que Poppy jamais conseguiria. Eles pareciam adorar Beatrix porque ela os tratava como se fossem suas criaturas selvagens, mimando-os um pouco e demonstrando interesse e paciência. Pág. 78.

No entanto, contrariando todas as expectativas, ela conhece um homem que parece ser seu príncipe: Michael Bayning. O problema é que o pai do rapaz, o Visconde Andover, é terminantemente contra o casamento, por conta da má fama da família Hathaway. E, quando Michael prefere a herança e honra da família à Poppy, ela fica arrasada.

Ela está hospedada em Londres no hotel Rutledge com a família para mais uma fatídica temporada quando, ao perseguir o furão ladrão da sua irmã, conhece o proprietário do hotel: Harry Rutledge. A princípio Harry não diz à Poppy quem é, ela pensa que se trata de um funcionário do hotel. Mas Poppy desperta o interesse de Harry com sua astucia e inteligência. Haary a quer, e ele sempre consegue o quer.

- Sua irmã tem experiência com primatas? – Perguntou Harry, em tom mordaz.
Poppy refletiu por um instante.
- Acabamos de passar pela temporada londrina de eventos sociais. Isso conta? Pág. 53.





O Harry não é o típico mocinho de romances. Na verdade, ele está mais para vilão. Determinado, sem escrúpulos e manipulador, ele não mede esforços para conseguir o que quer, e, no momento ele quer a Poppy. Sabe quando ficamos com raiva do mocinho por ele ter deixado de tomar certas atitudes que poderiam conquistar a mocinha, simplesmente por ser nobre ou honrado demais? Então, o Harry não é assim. Ele sabe o que quer e fará o que for preciso para conseguir - mesmo que seja imoral.

[...] Ela era ainda mais linda do que ele se lembrava e seus olhos eram azul-escuros e lúcidos. Havia muitas mulheres bonitas em Londres, mas nenhuma delas tinha essa combinação de inteligência e charme sutilmente excêntricos. [...] Pág. 49.

A Poppy, outra personagem forte e determinada criada pela autora, o odeia em muitos momentos. Até porque ele faz de tudo para conquistá-la, menos se abrir e deixá-la ver quem ele realmente é. Eu fiquei em dúvida durante quase o livro todo se gostava dele ou não, se torcia para eles se entenderem ou não. E, claro, não vou deixar minha opinião final aqui. Vocês terão que descobrir se gostam dele ou não lendo o livro.

Porque Harry Rutledge tinha seus defeitos, mas os admitia sem reservas. E um homem que era capaz de conquistar um ouriço e entender piadas sobre poetas da Grécia antiga era alguém por quem valia a pena correr riscos. Pág. 104.

Bom, dá para perceber que o romance entre os personagens não surgiu de forma abrupta. Foi algo que aconteceu aos poucos, e, como eu disse, na maior parte do livro, fiquei sem saber se torcia para eles ficarem juntos ou não. O Harry realmente faz muitas coisas erradas, é distante. Demora muito para que ele comece a se abrir, e quando ele, por fim, faz isso, pode já ser tarde demais.

Ela era cada impulso de bondade, altruísmo e generosidade que ele jamais teria. Era cada gesto atencioso, cada gesto amoroso, cada momento de felicidade que ele jamais conheceria. Era cada noite de sono tranqüilo que ele jamais poderia ter. Pelas leis de equilíbrio do Universo, Poppy havia sido posta no mundo para compensar Harry e sua maldade. Pág. 183.

Dá para perceber que o Harry tem um passado com Catherine, a governanta da família Hathaway, mas os dois mantêm isso em segredo. O que só me fez desconfiar ainda mais dos dois, pois quando eu começava a confinar no Harry, logo surgiam indícios de que os dois escondiam algo muito sério sobre o passado.


O livro, assim como os anteriores, está lindo. A capa é encantadora e nos remete ao conteúdo. No miolo, as folhas são amareladas e a fonte e os espaçamentos têm tamanhos ótimos.

Eu me apaixonei pela narrativa da autora, é rápida, fluída e conta com toques de romance, erotismo e diversão na medida certa, sem exageros. Quem leu e gostou dos volumes anteriores da série, pode ler esse livro sem medo, pois mantém a qualidade e ainda temos vislumbres do que aconteceu com os personagens que protagonizaram os livros anteriores.

12 comentários:

  1. Olá,

    Li até o segundo volume dessa série e infelizmente ainda não consegui ler os outros livros da série. Confesso que a escrita da Lisa não é muito atraente para mim, no entanto gosto muito de seu modo de criar personagens e como desenvolve suas histórias. Adoro a família Hathaway, pois sei que é risada na certa. Estou curiosa sobre esse livro, já que sempre achei a Poppy meio tímida e pelo visto o Harry não tem nada disso.

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Adorei poder conferir sua resenha e concordo plenamente com suas impressões. A autora é maravilhosa e todos os livros que li dela sao maravilhosos. Gosto muito da forma como o romance é desenvolvido.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas lembro, claro, do nome da autora, mesmo que não seja do meu tipo de romance habitual...

    Enfim, acho ótimo que a capa seja representativa do que a obra traz, e que a escrita seja tao fluida e agradável!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Eu não tenho empatia e nem contato com romances de época, mas vejo que muitas pessoas estão gostando muito do gênero, eu faço a leitura de algumas resenhas e até fico interessado pela premissa, mas tenho medo de não gostar no momento, por isso vou passar a dica dessa série, mas irei indicar para outros amigos! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Depois de Os Bridgertons, Os Hathaways é minha série de romance de época favorita.
    Agora com sua resenha, relembrei da Poppy e o Harry e esse livro é... UAU!
    Minha opinião sobre o Harry é, que mesmo duvidando dele - quase - o tempo todo, eu queria/torcia que eles ficassem juntos. Pela geniosidade dos dois, pela química entre eles. Todo o suspense entre Harry e Catherine... Uhhhh, é tenso!
    Bom, eu amei sua resenha e ela passou a essência do livro.
    Bjs e até mais!!!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tudo bem?

    Bastante pessoas falam bem dessa série da autora, mas nunca li nada dela e ainda não sei bem por qual livro começar, nenhum ainda despertou meu interesse! Mas fico feliz que tenha gostado da leitura!

    BJSS

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Que bom que o livro tenha te agradado, ainda não o conhecia. Por conta da descrição na resenha, acho que há motivos mesmo para desconfiar de Harry. É ótimo quando o romance entre o casal surge aos poucos e nada muito forçado, tenho certeza que é uma boa história para quem gosta do gênero.

    Beijos!

    www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  8. Eu não li a resenha por conta do aviso de spoiler! :) Eu tenho o quinto livro dessa série (acho que é o quinto, o do vestido verde) e só estou esperando eu ter verba para comprar os anteriores para poder começar a série! Hahaha
    Eu sempre ouço ótimos elogios, e muito me agrada o fato do romance ser gradativo, não gosto de nada rápido, instalove!
    Acredito que esse ano eu vou ler!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olha eu tenho essa série na estante, mas por estar tão cansada de ler Romances eu acabei deixando um pouco de lado os Romances de época também. Mas gostei de saber que a narrativa é fluida e que tudo que é abordado é na medida certa. Já li livros da Julia Quinn, porém nem terminei de ler a série dos Brigtons que pretendo terminar assim que puder para poder pegar outros para ler. Mais essa série realmente tem umas capas maravilhosas e o pouco que li dos primeiros capitulos do primeiro livro me agradaram. Espero ler assim que puder.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2017/04/resenha-ninho-de-fogo-mestica.html

    ResponderExcluir
  10. Oiii!
    Sempre vejo sobre os livros da autora, mas não é o tipo de história que eu gosto de ler. Não sei do que se trata a má fama dos Hathaway, mas parece ser algo bem grave que até atrapalha a Poppy arrumar um marido. Quem sabe um dia eu dê uma chance para essa série, uma coisa que me deixa um pouco desanimada é a série ser longa, e no momento me falta tempo para me dedicar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu não costumo ler muitos romances de época, mas gosto de ler resenhas sobre livros desse gênero e essa série está sendo muito bem comentada. A premissa é interessante e a protagonista parece ser bem cativante, já o mocinho que não é bem um mocinho parece ser aquele personagem difícil de saber se gosta ou não, por isso fiquei curiosa para conhecer ele. Enfim, parece ser uma boa história, por isso vou marcar a dica e espero ler algum dia.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Oiiii,

    Eu estou lendo o primeiro livro desta série e amandooooo cada página, então admito que passei um pouco por cima da sua resenha quando achei que poderia vir um spoiler kkkkk Mas parabéns pela leitura, estou louca para chegar no livro da Poppy porque ele parece ser realmente incrível.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir