25 abril 2017

[Claquete] Logan


Sinopse: Em 2029, Logan (Hugh Jackman) ganha a vida como chofer de limousine para cuidar do nonagenário Charles Xavier (Patrick Stewart). Debilitado fisicamente e esgotado emocionalmente, ele é procurado por Gabriela (Elizabeth Rodriguez), uma mexicana que precisa da ajuda do ex-X-Men para defender a pequena Laura Kinney (Dafne Keen). Ao mesmo tempo em que se recusa a voltar à ativa, Logan é perseguido pelo mercenário Donald Pierce (Boyd Holbrook), interessado na menina. 

Título: Logan
Lançamento: 02 de março de 2017
Duração: 2h21min
Diretor(a): James Mangold
Gênero: Drama / Ficção Científica


O ano é 2029. Os mutantes, outrora relativamente comuns, hoje estão quase extintos. Três deles vivem juntos em uma propriedade abandonada em algum lugar no deserto. O velho James Howlett, conhecido como Logan, um dia chamado Wolverine, o albino Caliban e o nonagenário telepata Charles Xavier, antigamente uma das mais poderosas mentes do mundo e hoje um idoso sofrendo do Mal de Alzheimer. Caliban cuida do ex-professor Xavier enquanto James, física e mentalmente desgastado após tantas tragédias, dirige limousines para ganhar a vida e assim garantir que todos tenham comida na mesa e o que vestir e o idoso Charles tenha seus medicamentos, pois sua mente, no estado em que se encontra, pode causar incontáveis estragos.

"- Quero a garota.
- Que garota?"

A chegada de uma enfermeira mexicana pedindo ajuda, porém, coloca Logan de volta em caminho do qual pode não haver retorno. James agora precisa salvar uma criança inocente que não pediu para nascer, mas, ele poderá salvar-se?


Apenas pensem em um filme que te deixa emocionalmente devastado e com a fé na humanidade estremecida e quebrada. Apenas um tinha me deixado assim antes, The Senator Likes Women (1972). O outro, Logan, lançado esse ano. Uma produção que faz total jus à sua classificação R...
Extremamente violento, emocionalmente complicado, tremendamente complexo e mais do que isso, uma punhalada, com direito ao punhal metido até o cabo e fazendo volta, no coração da gente.
Por que? Por uma lista enorme de motivos que vou tentar resumir nesse texto.
Recomendo? Sim, para TODOS! Mães, pais e avós com crianças em casa, gente que acha que "bandido bom é morto", gente que acha que só porque uma coisa não acontece com elas não tem que ser conta delas. Ou seja, gente que precisa aprender uma coisa chamada empatia. Não que todos os classificados no primeiro grupo não a tenham, mas, sempre tem quem dê aquela pisada na bola. Porque vamos combinar, ninguém é perfeito.


Por que é IMPOSSÍVEL, a não ser que quem esteja assistindo, ou já assistiu, seja uma pessoa sem coração e sem alma, não se compadecer da Laura Kinney, a personagem principal do filme junto com James Howlett. Eu ME RECUSO terminantemente a chamá-la de X-23, nome pelo qual ela é geralmente conhecida nos quadrinhos. Motivo? O fato que ela nasceu de um experimento ilegal feito não apenas com ela, mas com incontáveis crianças, razão pela qual ela adquiriu os poderes que possui: garras nos pés e mãos e poder de regeneração. Literalmente, ela é filha do Logan. E foi criada para ser futuramente uma assassina e sem ter direito a ser chamada de ser humano.

Claro que o começo da jornada dos dois não é fácil, mas, vamos primeiramente à primeira parte do filme, onde o diretor nos mostra como é a vida do protagonista. Paisagens pesadas, tristes, quase sem cor. Se o James Mangold queria passar uma sensação de desolação ao público, ele conseguiu. Pois é muito difícil não se incomodar com a postura atual do Logan diante da vida. Sim, é muito intencional. Porque o personagem já tem mais anos do que somos capazes de contar e ele já perdeu tanto que não tem mais o que ele possa fazer e muito menos tem vontade de. Com certeza o professor Xavier é a única pessoa que ainda mantém alguma vontade de viver e sanidade no James, pois como sabemos, ele sempre foi um dos grandes amigos do Wolverine.


No entanto, a segunda parte da história chega quando uma enfermeira mexicana, Gabriela, o procura para pedir que ele a ajude a manter a pequena Laura segura. Ele reluta e até mesmo se recusa, mas quando ele vê a menina em perigo, ele não pensa duas vezes em ajudá-la, mesmo que isso custe a ele mais vidas de pessoas. E sim, Wolverine matou muito mais gente do que imaginamos e só nos primeiros minutos do filme, ele já rasga uns cinco.
É aqui que entro no que eu considero as grandes questões do filme: o que faríamos para garantir a nossa liberdade? Para garantir o nosso direito a ter a nossa própria vida? O quão longe vamos para isso?

O filme dá uma resposta direta e violenta. Antes de meia hora do filme, a Laura, uma criança de ONZE ANOS, basicamente massacra, com ajuda do Logan, toda uma tropa de mercenários não querendo voltar à vida de antes. Apenas pensem numa criança que desde o nascimento nunca teve direito a uma família (porque ela e outras foram geradas em laboratório), nunca brincou, nunca teve uma vida normal, nem mesmo uma festa de aniversário ela conseguiu ter direito porque um membro do laboratório diz na cara dura para a Gabriela que a Laura não é gente. Apenas observem o ABSURDO da situação. Eu seriamente me perguntei onde as autoridades estavam numa hora dessas. Muito bem posso fazer um paralelo com a vida real ao pensar nisso...


Suponhamos que o laboratório é uma daquelas favelas que vemos nas grandes cidades. Os membros do laboratório são os traficantes que tomam conta do lugar e a polícia, na sua grande maioria ou está pouco ligando ou está de conluio com os bandidos (o que é com certeza o caso do filme). As crianças mutantes órfãs, por sua vez, seriam aquelas que vivem na favela sem qualquer estrutura familiar, moral ou social (existem as exceções, mas até elas podem se cansar dessa porcaria) e que, não tendo qualquer ajuda ou sendo constantemente enxotados pelos "cidadãos de bem" (que de bons não tem é nada), acabam escolhendo um caminho que nenhuma pessoa deveria trilhar. (E esses não os únicos que fazem isso, podem crer.) Afinal, como você espera alguém saber algo que não aprendeu? Se você planta maçã, não pode colher batata.

Certo, eu sei que tem casos e casos nesse ponto, mas quando se pensa com cuidado, percebemos que, mesmo que um pouco, temos culpa nisso mesmo que não pareça. Porque às vezes um pequeno gesto pode mudar o mundo de uma pessoa e nem sempre nos damos ao trabalho de fazer um desses. Pergunto a quem viu o filme: e se a Laura tivesse tido uma vida "normal" desde que nasceu, as atitudes que ela toma, muitas vezes por instinto de defesa, seriam outras? Eu imagino que sim. Porque uma série de fatores nos leva a tomar umas decisões muito idiotas. Sim, eu com certeza tenho ciência de que muitas dessas violam as leis e tudo, mas vocês realmente acham que quem as toma está minimamente se importando?


Para essas pessoas, o que vale é o que ela sabe e pensa. E mudar isso pode ser muito difícil. Requer paciência e também, depende das próprias pessoas quererem fazer isso. Porque estão tão acostumadas a "tomar na cara" que fazê-las recuperar a capacidade de confiar de verdade pode ser uma tarefa complicada, que demanda tempo. O problema, porém, é que pouca gente está disposta a tentar. Porque para muitos, é mais fácil deixar para lá, não se importar. "Ela errou, ela que pague pelo resto da vida", basicamente. Sim, tem que haver a devida punição para crimes, leves ou pesados, só que existe vida além disso e muitas vezes, quem quer realmente mudar só quer uma chance de mostrar isso. Que alguém dê a mão a ela e diga: eu posso, quero e vou te ajudar. Pode apostar que esses "di menor" não são os únicos que querem e/ou precisam dessa ajuda. Olhe para o lado e você vai ver que até quem parece ter a melhor vida do mundo pode estar precisando que alguém mostre a ela o caminho. (Quem aqui leu ou viu "Os Treze Porquês"?)

O filme também fala disso, mostrando que, em razão disso, o Logan tem sérias dificuldades em construir uma relação com a Laura, já que ela mesma reluta em confiar nos adultos que a acompanham. Porque pensa bem, ela só tem a si mesma e as crianças que conseguiram fugir do laboratório. E o próprio James já tomou tanta pancada, literal e figurativamente, que, durante quase todo o filme ele e a menina discutem feio. Tem até palavrão no meio. Dele, é claro. Ela xinga, mas até consegue soar mais comportada.


Em paralelo, os únicos momentos "cômicos" do filme envolvem o Xavier agindo como um velho senil. Entre aspas porque o riso causado é extremamente nervoso. Definitivamente não tem como achar isso engraçado de fato. Quem tem gente assim na família vai saber do que eu falo. Acreditem, nenhuma cena do filme é gratuita ou desnecessária. Todas elas servem para mostrar o que já falei acima e também que ninguém está a salvo quando gente sem vergonha, sem caráter e sem qualquer escrúpulo quer algo. Não vou detalhar aqui porque não apenas é spoiler mas também porque chorei tanto que no fim do filme eu tava passando até mal. Psicologicamente.

No final das contas, não temos ideia do que vai realmente acontecer com Laura ou os amigos que ela fez durante seu tempo no laboratório. Só sabemos que as lágrimas são tantas que você torce para que o que aconteceu tenha sido um sonho e que haja pelo menos uma esperança para um aspecto. Entretanto, quando pensamos bem, talvez, muito provavelmente, tenha sido melhor daquela forma porque não havia outro jeito. Torcemos, por outro lado, para que pelo menos haja uma nova chance para aquelas crianças pelo menos viverem em paz. Porque nenhuma criança, seja por qual razão, merece passar por um terço do que esses personagens, além da Laura, passaram.

Um excelente fim de saga para o Wolverine cinemático é o que eu concluo sobre Logan. Merecedor de cinco estrelas além de um filme que pode ser considerado como um dos melhores, talvez o melhor, feito pela Marvel até hoje.



21 comentários:

  1. Oi. :)
    Fiquei louca pra ver esse filme, mas com a semana de provas e a vida social perdida não deu kkk.
    Só vejo críticas positivas desse filme e já imaginava que seria assim.
    Pretendo baixar ou esperar sair nas lojas, pq um filme desses deve ser visto com toda certeza.
    Blog As Meninas Que Leem Livros.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Logan é um filme maravilhoso, faz pouco tempo que assisti, mas já gostaria de rever. Tem todos os elementos na medida certa, e tem suas boas doses de emoção. Para um fim da saga dele, foi mesmo bem desenvolvido. Eu adorei poder conferir suas impressões, e concordo com seu ponto de vista.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Oi, Renata!
    Ai meu coração!!!
    Ainda não superei o "tenha sido melhor daquela forma porque não havia outro jeito".
    O filme realmente é muito violento, pois era para ser bem mais fiel aos quadrinhos.
    Achei muito lindo o Logan cuidar do Xavier. O filme trás muitos elementos fortes e isso só nos faz se emocionar. Chorei horrores assistindo e estou louca para assistir os próximos filmes, agora com os novos mutantes.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá Stef!
    Nossa, sempre gostei da história do Logan, é o personagem que mais me chama a atenção dos X-Men. Ainda não assisti esse filme, mas a vontade é gigantesca. E o tema que você trouxe à tona é importantíssimo, apesar de gerar discussões intermináveis... Entendi e respeito seu ponto de vista apesar de o meu divergir em alguns casos, mas parabéns pela sua colocação e opinião. Amei a coluna e ela atiçou (e muito) minha vontade de assistir o filme...
    Bjs e até mais!!!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Confesso que o meu interesse no filme era apenas pelo ator, porque não curto muito super heróis e o universo dos X mens é o que menos me interessa.
    Mas adorei a sua empolgação na resenha e que bom que o filme te fez feliz.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, como na minha cidade não tem cinema, eu estou bem por fora dos filmes, sendo assim, só vi alguns poucos dos X-men e do Wolverine, da época em que os mutantes ainda estavam sendo descobertos, preciso ver os demais para entender como chegaram ao ponto desse filme. Muito boa sua análise sobre a história, super completa, e trouxe uma relação entre ele e a realidade bem interessante, bom saber que a obra pode nos fazer refletir sobre tantos aspectos.

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bom?
    Ainda não tive a oportunidade de assistir, mas mal posso esperar!
    Acredito que vai me faze chorar muitíssimo, pois Logan é o meu X-men favorito depois do QuickSilver <3

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu deveria ter ido assistir esse filme no cinema, mas não deu certo, e me faltou coragem. Quando fiquei sabendo que aconteceria no final do filme, não consegui ir ao cinema rsrs
    Mas quero assistir, para saber tudo o que acontece,
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Oie! :)

    Infelizmente não consegui assistir Logan, fiquei postergando e acabou saindo do cine quando pude ir assistir =( só vejo elogios sobre e após essa resenha super detalhada só fiquei com mais vontade ainda!

    Espero que saia no net now logo! preciso assistir urgente!!!

    Beijos!
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca toinha ouvido falar deste filme, mas ainda abem que apreciaste assistir a ele..!!

    Ainda bem que, sob tanta ação e vontade de saber o que acontecera com os personagens, ainda há alguns momentos cómicos...

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Oi! É a primeira resenha do filme que realmente me fez querer assisti-lo.
    Não tinha visto muitos detalhes da obra e a parte de que o professor Xavier está com Alzheimer foi pouco ou nada comentada.
    Obrigada pela dica maravilhosa! A descrição bem detalhada me deixou empolgada. Pretendo ver em breve :)

    ResponderExcluir
  12. Meu Deus, que crítica incrível! Primeiramente eu sempre gostei do Logan, e acho que esse trouxe coisas importantes, mostrou algo além dele e deu todo um sentido a uma história... o que aconteceu a ela é algo cruel e terrível, coisa pela qual nenhuma criança deveria passar ou ser submetida, e isso é algo que realmente é legal de se observar no decorrer do enredo... É um filme que infelizmente eu não consegui ver no cinema, mas é uma que eu quero ver o quanto antes. Assim que tiver um tempo, já está na lista <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    Ainda não assisti ao filme, mas tenho bastante curiosidade. Gostei da sua resenha por ser bem detalhada, eu não sabia exatamente do que se tratava o filme.
    Espero assistir o mais rápido o possível.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  14. O Logan sempre foi o meu personagem preferido da saga dos x-men... Desde quando só lia os quadrinhos, até quando virou desenho. E quando foi pras telonas, sempre achei que apesar do ator ser muito bom, faltava algo. E esse algo veio nesse filme, aliás que filme. Ação e emoção na medida certa. Como você disse, veio fechar com chave de ouro a saga do carcaju...

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  15. Wolverine é um dos meus personagens de quadrinhos preferidos... adorei esse filme que soa mesmo como despedida... muto interessante sua análise e a maneira como faz a analogia com nossa realidade... uma perspectiva bem pertinente sobre o assunto...
    assisti um dia desses com meu marido mas o teu texto me fez querer rever...

    brutal, cru e extremamente dolorido... Mas acredito que seja essencial para ser visto...
    bjs...

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu fui no cinema assistir esse filme e ameeeeei!!!! Eu concordo com você, foi um dos melhores filmes da Marvel até hoje e foi um fechamento incrível do personagem. Tudo bem que eu chorei horrores com as ultimas cenas, mas eu acredito que foi necessário esse fim. Eu espero ver mais filmes com a filha dele agora, acho que será algo incrível.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  17. Oie! Tudo bem?

    Ainda não assisti a esse filme e tenho a pequena sensação que irei me emocionar no final, por ele ser o último filme do personagem, mas estou bastante confiante que irei amar o filme, até porque gosto bastante do Logan!

    Bjss

    ResponderExcluir
  18. Olha, vou te falar que acho que a franquia X-men já deu o que tinha que dar, não senti muita vontade de assistir Logan no cinema. Eu não entendo muito o universo dos mutantes, mas acho a ordem dos filmes muito sem noção. Mas quero assistir quando chegar na Netflix ou na TV a cabo, quem sabe eu gosto, né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oii, como vai? Simplesmente amei seu post, mega completo e detalhado. Eu ainda não assisti ao filme, mas quero muito fazer isso pois adoro o Wolverine e sua história. Fico feliz em saber que gostou tanto e deu 5 estrelas, só me animou mais a conferir logo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Preciso confessar que não gosto de filmes com essa temática de super-herói, mutante, essas coisas. Nunca tive muita paciência para assistir... Mas suas impressões me deixaram muito curiosa sobre esse filme.
    Apesar de não curtir o gênero, gosto do personagem hahahaha, então não seria de todo mal assistir :)

    ResponderExcluir
  21. Olá!!
    Ameei esse filme e me senti como se tivesse levado um soco no estômago qundo terminou.
    Mas adorei sua colocação em relação à empatia, algo que concordo com vc de que o mundo anda precisando!!
    Endimm. Logan ate agora foi o melhor filme de 2017 e vai continuar sendo hm dos melhores no final do ano!
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir