06 fevereiro 2017

[Resenha] A esperança é uma torta de maçã - Por Sarah Moore Fitzgerald



Título: A esperança é uma torta de maçã
Autor (a): Sarah Moore Fitzgerald
Páginas: 176
Editora: Galera Júnior
Skoob || Encontre

Sinopse: Um romance delicado sobre pertencimento, primeiros amores e bullying Oscar é o melhor amigo e vizinho de porta de Meg. Ele tem o incrível dom de consertar qualquer problema assando tortas de maçã perfeitas. Mas nem suas renomadas tortas conseguem aplacar a tristeza de seu pai, ainda de luto pela morte da esposa. Quando Meg recebe a notícia de que irá se mudar para a Nova Zelândia por seis meses, ela fica devastada com a ideia de ficar tanto tempo longe do amigo. Para piorar tudo, a casa de Meg é alugada pela família da terrível Paloma Killealy, que inventa todo tipo de mentiras sobre o garoto na escola. De repente, Oscar desaparece. Sua bicicleta e suas roupas são encontradas no litoral, e todos acreditam que o pior aconteceu e ele cometeu suicídio. Com a ajuda do irmãozinho de Oscar, Meg decide investigar o paradeiro dele, e por mais difícil que seja, nunca abrir mão da esperança.

"— Quero dizer que, quando você está crescendo, existe um momento em que o mundo parece meio sem sentido — continuou Andy. — Quando o terror da realidade desaba sobre você, como algo caindo do céu."

Oscar era um menino que perdeu a mãe muito cedo, e cresceu ao lado de um pai ainda mergulhado no luto, e de um irmão deficiente físico que era uma pessoa alegre com a vida. Uma das paixões de Oscar era fazer tortas de maçã, que, aparentemente, tinham o poder de trazer esperança e tirar a tristeza daqueles que as experimentavam. Oscar também tinha em sua vida  alguém muito especial. Meg, uma garota que se tornara sua amiga desde que ele se mudara para a casa ao lado e eles descobriram que suas janelas de seus quartos ficavam uma de frente para a outra e a partir daí, eles passavam até noites conversando. Porém, certo dia, Meg recebe a notícia de que se mudará com a família, para passar uma temporada na Nova Zelândia. Inicialmente bastante relutante, logo é convencida pelo melhor amigo, que se despede de Meg dando-lhe uma torta de maçã, para lhe trazer esperança para a nova vida, e ambos prometem que não perderão o contato.

"— Olhe, todo mundo fica triste de vez em quando. Isso não torna ninguém suicida.
— É, eu sei, mas talvez...
— Meg — disse ele, erguendo a mão como um pequeno escudo. — Eu preciso de você para continuar mantendo a fé. Você precisa acreditar que ele está vivo. Se pararmos de acreditar nisso, não vai haver ninguém torcendo por ele. Onde quer que Oscar esteja agora, ele precisa de alguém do seu lado. Você não vê? É obvio que ele simplesmente foi passar um tempo em algum lugar. Eu sei que vai voltar. Nossa função é descobrir onde é esse lugar e fazer tudo o que for necessário para ajudá-lo a voltar para casa. Este não é o momento de duvidar, Meg. Isso é muito importante. Na verdade, é a coisa mais importante na qual teremos de acreditar em toda a nossa vida."

Porém, logo uma nova menina se muda para a antiga casa de Meg. Ela é Paloma Killealy, e logo se aproxima de Oscar tentando uma amizade. Mas com o decorrer do tempo, Oscar é escolhido para participar de um concurso, com suas tortas de maçã, mas, logo os alunos da escola onde estuda começam inexplicavelmente a ignorá-lo e agredi-lo, e o garoto não entende o que está acontecendo. Ao mesmo tempo, Meg deixa de responder suas correspondências, devido a um mal entendido criado por Paloma, e Oscar se vê perdido e desesperado e vai até um penhasco com o intuito de se jogar. Logo, meg volta da Nova Zelândia, mas não acredita que o amigo seria capaz de cometer suicídio, e junto com o irmão de Oscar, ela tenta reconstruir o que aconteceu nos últimos tempos e sua esperança lhe diz que pode ainda não ser tarde para seu amigo.

"Outra característica de Oscar era não ter medo de ninguém. E ele sempre tomava as próprias decisões, independentemente do que os outros falassem. Essas são duas das melhores coisas de que eu me lembro sobre ele."

Com um enredo bonito e singelo, Sarah Moore Fitzgerald aborda o bulling, e os conflitos que surgem na adolescência, além de mostrar a importância do simples e das amizades na nossa vida.

"Senti algo que não sentia havia muito tempo. Algo tranquilo e difícil de definir, mas era a sensação que você tem quando alguém está escutando. Escutando de verdade, com atenção. E isso faz com que você tenha vontade de contar as coisas exatamente da forma certa. Faz com que você queira ir com calma, explicar e acertar."





A esperança é uma torta de maçã me chamou muita atenção por causa do título, que para mim, de cara, simboliza algo caloroso e aconchegante, justamente o que as tortas feitas por Oscar nos transmitem, e assim que vi a sinopse, confirmei meu desejo de ler, pois gosto de livros que tratam de temas pertinentes que surgem na adolescência, embora eu sempre tenha um receio com livros mais juvenis por às vezes trazerem personagens imaturos. Porém, aqui encontrei um enredo bastante cativante e personagens cuja idade não é bem explicitada mas são bastante novos, porém tudo é tratado com muita maturidade no enredo, assim como os problemas de bulling, e as fases de desespero que os adolescentes sofrem, sem saber para onde ir e para onde correr, bem como a maldade que pode surgir em algumas dessas crianças que estão crescendo, aqui, muito bem ilustrado pela presença de paloma.

O ponto mais positivo da obra foi, sem sombra de dúvidas, toda a maturidade que já mencionei, fazendo com que se tornasse uma obra atrativa tanto para adolescentes quanto para adultos, e trazendo de certa maneira lições para todos que lerem. Também, o fato de ser um livro curto, mas ter uma história bem fechada e satisfatória foi um ponto bastante interessante, e ao final me senti extremamente satisfeita com o modo como tudo ocorreu. Além disso, me chamou atenção o fato de as tortas de maçã de Oscar, feitas com tanto carinho e amor, ajudarem as pessoas a sair de suas tristezas, e passarem a ter esperanças, simbolizando o poder das coisas simples e sinceras. Ainda, o livro aborda de uma forma muito sutil o primeiro amor e suas nuances, o que foi deveras interessante.
Particularmente, não encontrei pontos negativos a destacar, apenas me senti um pouco incomodada com a falta de uma punição merecida para certo personagem no final do livro, mas sei, que o livro de certa maneira ilustrou a vida real, onde muitas vezes as pessoas cometem os erros e nem sempre esses são descobertos ou punidos.

Em relação aos personagens, os mais cativantes foram Oscar, com suas tortas, e sua pureza em acreditar nas pessoas e em sua amizade. Meg também foi uma menina bastante interessante e a chama de sua esperança durante toda a história acabou dando um brilho especial para o enredo. Mas quem mais cativou meu coração foi Stevie, o irmão de Oscar que anda em uma cadeira de rodas devido a um acidente, mas que é um menino com um alto-astral imenso, e alguém que também mantém as esperanças, mesmo depois de tudo. E Paloma foi uma personagem daquelas com as quais queremos brigar e dar umas boas lições de moral, e em nenhum momento do livro consegui gostar dessa personagem.

O livro é dividido em 20 capítulos, cada um nomeado como: primeira fatia, segunda fatia, e assim por diante, simbolizando a torta de Oscar, e também as camadas de uma história. A narração foi feita em primeira pessoa, e temos de forma alternada o ponto de vista de Meg e de Oscar sobre o que aconteceu no período da história, além disso minha leitura foi em ebook e não encontrei erros.
Recomendo para os leitores que gostam de livros infanto-juvenis, que abordam temas importantes e interessantes e que são histórias simples mas passam um sentimento de aconchego e familiaridade.

16 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Amei o que vocÊ falou sobre os capítulos serem "fatias! Muito criativo!
    Parece mesmo ser um livro bem lindinho com uma premissa inocente e delicada, já que se trata de um assunto bem comum entre os jovens.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tamara!
    Fiquei curiosa com o livro. Apesar deles serem adolescentes, gosto quando os personagens são mais maduros. Fico irritada com muito mimi dos personagens.
    Adorei que o autor utilizou tortas como o símbolo para espalhar amor e conforto. <3
    Parece ser uma história que passa emoção e tristeza, principalmente sobre o suicídio. Fiquei curiosa para saber se Oscar cometeu, já que não parece claro se sim ou se não. Não me conta! rsrs...
    Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá Tamara!

    Também achei esse título bem interessante, e achei bem criativo a divisão dos capítulos. Porém não sou muito fã de livros sobre os dramas adolescentes e mesmo sendo um livro mais maduro não me chama tanto para leitura. Mas quem sabe um dia?

    Beijos
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, flor. Nada sabia sobre esse livro, mas achei muito interessante o modo como a autora parece ter conseguido abordar temas pesados de um jeito sensível. Até mesmo o suicídio ficou como tema secundário a ser debatido através dessa leitura. A amizade parece o ponto-chave que a autora encontrou para renovar as esperanças de Oscar. Vou anotar a dica.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiii!!
    Não conhecia esse livro ainda. O título é bem diferente, achei até fofo. Fiquei bem curiosa para entender o motivo do Oscar começar a sofrer bulling do nada na escola. Acredito que tem algum evolvimento dessa tal Paloma. Não gostei dela, não sei por que kkkkk. Com certeza vou querer ler, parece ser aquele tipo de livro para ler depois de uma ressaca literária ou então, para dar uma relaxada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu ainda não li o livro, mas fiquei curiosa com essa história.
    Eu gosto quando a trama envolve tanto os jovens como os adultos. Já li vários livros assim, e eles sempre me envolvem bastante.
    Uma ótima dica!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi Tamara, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro, adoro histórias juvenis mas também tenho esse receio de termos que lidar com personagens imaturos e fico bem satisfeita em saber que nessa história não encontramos isso, apesar de uma certa pessoa não receber uma punição como deveria. Esse livro parece mesmo passar uma sensação aconchegante e estou ansiosa para conhecer Oscar por acreditar tão inocentemente nas pessoas, o que creio, pode abrir brechas para outras mal intencionadas. Enfim, espero gostar!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Já ouvi falar sobre o livro, mas não sabia bem o que se tratava. Pela resenha, já fiquei morrendo de vontade de ler e interessante a autora abordar temas como o bullying. O título também me chamou bem a atenção e Oscar e Meg parecem ser personagens bem cativantes. Adorei a resenha!

    http://www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  9. Achei a capa desse livro a coisa mais fofa. Também achei que a história seria assim, só fofura. No início pensei algo mais romântico em torno da torta de maçã, mas ainda continuei lendo e vi que era além disso, o que me deixou bem curiosa e chamou minha atenção.
    Já fique curiosa em conhecer Stevie, que apesar de sua condição, não se abate e distribui energias boas.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem? A premissa é boa e trata assuntos muito importantes, principalmente na adolescência. Também tenho receio de ler livros juvenis pelo mesmo motivo que você e apesar deste livro não ser mais um caso de falta de maturidade na história e dos personagens, ainda sim não seria o tipo de livro para eu ler esse ano. Mesmo assim obrigada, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Enquanto lia a sua resenha já adicionei o livro na minha lista de desejados do Skoob, sou apaixonada por livros desse estilo, sobre assuntos complicados e como eu sempre digo personagens "problemáticos" amo demais, e pela sua resenha tenho certeza que amarei o livro tanto quanto você!

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Oii,tudo bem?
    Eu estou apaixonada na premissa desse livro e na sua resenha. Tenho certeza que é um livro muito tocante e emocionante. Sem falar que é um mais juvenil, tenho certeza de que irei me apaixonar S2.

    ResponderExcluir
  13. Oie
    ai que linda a resenha, eu amo esse tipo de leitura e a capa está linda demais, gostei muito do enredo e é um livro bem curtinho, melhor ainda, a dica está mega anotada, amei

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Tamara!
    Já tinha lido algo sobre esse livro, mas resenha mesmo, ainda não tinha visto. O título para mim também é o que mais chama a atenção! Acho que eu iria gostar do Oscar, para ser um personagem bem carismático, já que faz tortas que alegra a vida das pessoas.
    Tenho certeza que o livro traz ótimos ensinamentos.
    Parabéns pela resenha! :)

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Confesso que também achei o título desse livro extremamente convidativo e curioso, só por ele já leria o livro. Por sorte a trama descrita por você parece ser muito interessante e os seus comentários são muito encorajadores. Gostei de saber que mesmo sendo uma trama juvenil os personagens são maduros. Gosto de livros assim. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha ótima!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  16. Que capa bonitinha!

    A história também parece ser linda, gosto de enredos que tratam do bullying e superação do mesmo, de maneira madura e correta. E que delicia os nomes dos capitulos, haha! Fiquei com vontade de fazer e comer uma torta de maçã quentinha!

    Ótima resenha!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir