16 janeiro 2017

[Resenha] Revolta em Nova York - Por Matthew J. Kirby



Título: Revolta em Nova York
[Assassin's Creed: Last Descendants #1]
Autor (a): Matthew J. Kirby
Páginas: 252
Editora: Galera Record
Skoob || Encontre

Sinopse: Assassin’s Creed está de volta com uma novíssima história da antiga guerra entre Assassinos e Templários, dessa vez nos dias de hoje. O jovem Owen finalmente tem a chance de limpar a honra do pai, que morreu na prisão, acusado de um crime que o garoto tem certeza de que ele não cometeu. Por meio do Animus, máquina que permite quem a usa viver as memórias dos seus antepassados, o lendário Tridente do Éden é revelado. Duas organizações secretas, a Irmandade dos Assassinos e a Ordem dos Templários, estão em guerra há séculos e não irão descansar enquanto não tiverem esse artefato sob seu poder. Logo, Owen percebe que a única forma de permanecer a salvo é encontrando o Tridente antes de todos. Ele e outros jovens partem numa jornada dentro de uma memória que dividem, em seu DNA: a Nova York de 1863, em meio aos motins que tomaram a cidade naquela época. O grupo será testado pela violência das pessoas em meio à revolta, e tudo sem poder interferir nas injustiças e crueldades que presenciam. Afinal, o passado já está escrito. O que nenhum deles sabe é que sua experiência com o passado terá grandes implicações no presente. E aqui que o futuro é incerto. Tudo pode acontecer.

Owen convive diariamente com a vontade de fazer justiça pelo seu pai que morreu de apendicite na prisão após assaltar um banco. Mora na casa de seus avós com sua mãe, e ambos familiares não o deixam em paz, fazem várias perguntas sobre seu dia e se preocupam de maneira exagerada com sua segurança, já que não querem que ele fiquei igual ao pai. Por isso, ele quer provar que seu pai é inocente, mas a polícia não pode fazer mais nada, já que o acusado está morto, e precisam resolver casos mais sérios. Então decide pedir ajuda e resolver do seu jeito.

''O informante não tinha sido suficientemente discreto. Alguns quarteirões depois, perto de um beco, o Assassino agiu... o clarão de uma lâmina oculta, um golpe rápido e silencioso...''

Ele procura Monroe, que cuidava da informática da escola, e encontrou também seu amigo Javier, que o conhecia desde a terceira série. Owen quer utilizar o Animus - aparelho em que você consegue reviver memórias dos seus antepassados, utilizando apenas o seu DNA - para saber o que ocorreu na noite em que sei pai assaltou o banco. Mas não é possível acessar a informação desejada, já que o DNA só reserva as informações antes do indivíduo nascer. Porém, Javier e Owen possuem antepassados presentes no mesmo evento, e experimentam a Concordância de Memórias Genéticas. Mas não é como se fosse uma viagem ao tempo, eles precisam se manter em sincronia com seus antepassados, não conseguindo decidir qual a próxima ação, apenas seguir o fluxo da conexão.

''Mas agora ele sumiu. E está com o nosso DNA, junto com o de um apunhado de outros alunos''

Mas depois dessa tentativa, Monroe descobre que Owen e Javier possuem antepassados importantes para seu objetivo, e insere os dois em um grupo de pessoas com memórias da mesma época: Nova York em 1863. Duas organizações serão reveladas, a Irmandade dos Assassinos e a Ordem dos Templários, os dois querem fazer as coisas do jeito que acham melhor, e o objetivo é encontrar um Pedaço do Eden, que é uma relíquia poderosa. Juntos, esses adolescentes irão usar a Animus para reviverem as memórias de seus antepassados e tentarem achar esse objeto, e precisam recuperar antes que algum Templário ou Assassino com más intenções o encontre. Porém, será difícil se controlar enquanto a sociedade passa por rebeliões graças ao alistamento para a Guerra Civil. O passado está lá, concreto, nenhum deles pode modifica-lo, mas essa experiência trará lembranças, pensamentos e dúvidas para a vida deles. Lados obscuros, nem sempre seus antepassados tomaram as decisões certas.

''- Tive a sensação de que alguém estava me seguindo hoje de manhã''




Já repararam que sempre faço resumos maiores de livros curtos? Incrível, mas podem confiar que não tem spoilers, fico sempre impressionada, pois ultimamente os livros com menos páginas estão apresentando enredos melhores de ser explicados do que os longos. Enfim, quando pensei em ler esse lançamento não esperava gostar tanto. Nunca joguei  Assassin's Creed e não sabia nada sobre esse universo, mas me surpreendi, esse livro é juvenil mas pode agradar todos os leitores de diferentes idades.

''Achou que Javier entenderia. Eram amigos desde a terceira série, quando a vida de Owen foi para o inferno. Era verdade que fazia um tempo que os dois não estavam próximos, desde o ensino fundamental e o início do médio, mas Owen ainda pensava que podia contar com Javier''

O livro é narrado em terceira pessoa, de início focando apenas em Owen, e no decorrer da trama veremos o foco também nos outros jovens que estão usando o Animus. Já começo a resenha dizendo que para aqueles que jogam Assassin´s Creed a inserção nesse universo sera bem mais rápida, isso porque depois da leitura fui pesquisar sobre o jogo e percebi que são muitas as semelhanças, e até o segmento dos acontecimentos são parecidos. Então pode ser que não aja tanta novidade nesse livro, mas eu amei conhecer esses elementos e adentrei tanto no presente dos personagens quanto em suas experiências com o Animus


''Vocês vão sentir. E a simulação vai começar a dar defeito. Mas tentem não se preocupar com isso. Vocês vão aprender. Relaxem. O objetivo da viagem no Animus é sair da casca da sua cabeça e andar um tempo nos pensamentos de outra pessoa. Estão prontos?''

O enredo do livro é original, não sendo previsível ou clichê, mas inovador .Durante a leitura iremos perceber a profundidade daqueles fatos e tudo será bem explicado, deixando apenas algumas pontas soltas para o próximo volume. Como foi dito no resumo, existem dois grupos de pessoas, chamadas de: Assassinos ou Templários. E por causa da experiência de entrar no corpo de seu antepassado, os personagens irão conhecer esses dois grupos, e lutar entre si, já que alguns eram inimigos. Tem algumas partes em que presente e passado se misturam, e os personagens terão que aceitar algum acontecimento, por não conseguirem modificar o passado, mas isso ira alterar suas relações pessoais.

''Eu vi o DNA de vocês. Vi seus ancestrais. Por nascimento, cada um de vocês aqui  é um assassino ou um Templário. - Ele olhou para Javier- Alguns de vocês são as duas coisas''

Os personagens secundários são bem explorados, e até roubam a cena, pois o narrador mostra tanto seus sentimentos com essa experiência como também seus antepassados, não deixando sem explicações apenas por não serem os protagonistas. Sean, David, Natalya e Grace tem seus próprios medos e percepções sobre o que está acontecendo. Eles não se conheciam, mas começam a criar laços e usam as relações de seus antepassados para conseguirem criar uma identidade.


Owen é um protagonista maravilhoso, alguns podem não entender o motivo dele querer fazer justiça pelo seu pai, que já está morto, mas ele não aguenta mais a pressão que sofre de seus avós e de sua própria mãe, que a todo momento querem relembra-lo que ele não deve ser igual o pai. Javier se mostra fechado e arrastado, e no final saberemos o motivo, e conseguiremos perceber que mesmo sem querer, aqueles temas estavam sendo abordados, mas só no final foram revelados ao leitor.

''- O alistamento tumultuou a cidade''

Sobre os antepassados, eles se conectam de maneira incrível. Ainda não consegui escolher um lado como correto: seriam os Assassinos ou os Templários? Gostei de todos os personagens que foram mostrados na época do alistamento. Esse evento causou um tumulto, e gostei de ver como cada um atuou perante isso. As vezes eu ficava meio confusa (sobre quem é quem e como foram parar ali) mas acreditam: é só relaxar um pouco que tudo começa a fazer sentido e o leitor consegue relacionar os fatos. Todos estão interligados, pelo bem ou pelo mal.

É muito interessante perceber o sufoco que os personagens passam para se manterem na sincronização. Pois no Animus você consegue ouvir os pensamentos de seus antepassados, e concordando ou não, terá que acompanhá-lo em suas decisões. Não podendo emitir sua própria opinião ou seguir outro caminho.


''Todos os homens fizeram carrancas, e um deles zombou dela. Grace sentiu a simulação rejeitando-a, como se fosse empurrada para fora de um trem de metrô enquanto o mundo passa num borrão. Olhou para David. Seus olhos arregalados imploravam que ela fizesse alguma coisa, que dissesse alguma coisa, mas tinha de ser a coisa certa''

Eu adorei a escrita do autor, ele narra com garra e velocidade, não que os acontecimentos sejam rápidos e mal explicados, mas a construção que ele faz nas cenas me deixaram sem folego, tive que reler várias partes, pois estava viajando em algum mundo paralelo. Kirby é muito talentoso, conseguiu criar algo tão bom que parecia real. O universo desse jogo é rico e tem muito a ser explorado, e sinto que Matthew incorporou todos os medos e virtudes dos personagens para os colocar em uma bela estória.

Misturando o presente com o passado, o livro traz muitas reflexões. Como quando Grace percebe que todos seus antepassados trabalhavam para alguém, ao invés de levarem uma vida simples.Veremos Owen querendo defender sua figura paterna, e entender como alguém é capaz de assaltar um banco. Teremos a amizade e conseguiremos perceber que nem todos são confiáveis como esperávamos. Esses jovens com esse DNA podem ser úteis para várias organizações encontrarem o objeto desejado, então correm perigo.

''- Você é decidida e corajosa. Daria orgulho ao nome da sua avó''

Agora vamos falar sobre elementos do jogo que foram mostrados na obra. No jogo os personagens também precisam manter a sincronização para usarem o Animus. Também existe essa guerra entre Assassinos e Templários. Pelo que pude perceber, o jogo é como o livro: cheio de ação e adrenalina. Fiquei com muita vontade de jogar. Alias, foi uma bela ideia adaptar um jogo para um livro, espero que tenham mais obras como esta.


A edição ficou linda, não encontrei erros de revisão (é possível que ninguém encontre, já que a leitura é tão rápida, pode passar despercebido qualquer errinho). Os capítulos são de tamanhos aceitáveis. Eu amo a diagramação da Record, que faz com que as páginas voem aos olhos do leitor. A capa ficou linda. Teve uma informação da sinopse que eu considero um spoiler, mas nada que prejudique a leitura.

"- Parece que, se o senhor vai culpar a vítima pelo crime, também seria capaz de culpar o termômetro por esse calor terrível, o que é uma posição cívica muito curiosa para um policial."

Por fim, eu adorei, é um dos meus novos xodós. Livros curtos estão me conquistando ultimamente, espero que continue assim, leia sem medo, pode ter certeza que o autor com todo seu talento ira conseguir que você se apaixone pelo universo de Assassin´s Creed e fique se perguntando o que sentiria caso soubesse as memórias de seus antepassados.

25 comentários:

  1. Olá
    Eu já conhecia esse titulo, mas não sei se tenho muita curiosidade sobre o enredo. Ainda assim, alguns pontos se destacam bastante, pelo que pude notar depois de ler seus comentários e a premissa parece ser ótima, pelo menos para quem está a procura de um enredo semelhante. Tenho algumas dúvidas sobre esse universo e quem sabe eu possa ler um dia também!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Maria!
    Também nunca joguei Assassin's Creed, mas o livro até me interessa. Adoro quando o autor não deixa em apenas um ponto de vista na história, mesmo que seja na terceira pessoa. Curiosidade aguçada. rsrsrs... Esse livro tem muita relação com o filme que vai ser lançado ou é outra vertente?
    Beijão!
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/
    http://www.lagarota.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Crislane, pelo que entendi o filme é com outros personagens e em outra época :-)

      Excluir
  3. Oiii!
    Eu já tinha visto o livro e o jogo por ai, mas nunca tinha prestado muito a atenção. Fiquei muito interessada, sério. Fico imaginando o que realmente aconteceu com o pai de Owen. Será que ele realmente assaltou? Ou ele foi preso para proteger alguém? Caramba, estou querendo ler e jogar agora kkk, e entender melhor esse universo. Imagina você conseguir ver o que seus antepassados fizeram, mas não poder interferir naquilo. Amei, sério mesmo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Não conhecia o livro e nem o jogo, mas parece ser uma boa leitura até mesmo para os que nunca jogaram. A história parece mesmo ser original e que ótimo que o universo do livro é bem explorado, imagino que faça o leitor se sentir dentro da história. Adorei a resenha!

    http://www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Sou fã de games e Assassins Creed sempre me foi fortemente recomendado. Mas nunca o joguei e ainda não li os livros.
    Gostei do enredo deste ser nos dias atuais e e o enredo nos surpreender. Gosto de livros que são difíceis de prever o final, então esse já está na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu também nunca joguei Assassin's Creed, mas eu conheço o sucesso que os jogos e os livros fizeram. Já li diversas resenhas sobre os livros e tenho uma curiosidade enorme de ler os livros. Fico dlfelzi que tenha gostado da obra e que o mesmo o livra-se desses clichês. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro especificamente, mas conheço o jogo (inclusive assisti ao filme outro dia! ♥). Já li o primeiro que a GR lançou (um milhão de anos atrás rs) e não gostei tanto assim, mas parece que a proposta mudou e isso pode ser bastante interessante.

    Adorei a resnenha
    Beijinhos

    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Conheço o jogo, inclusive tenho aqui em casa, mas não consegui jogar, fiquei tonta hahahaha. Acho que estou ficando velha mesmo. Concordo com você na questÃo de que livros melhores tem se mostrado melhores..
    Agora amei essa capa e pela quantidade de marcações que você fez, o livro chamou minha atenção. Dica anotada.
    Obrigada por nÃo colocar spoilers rsrs.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Maria Fernanda, fiquei impressionada com a quantidade de marcações que você fez no livro. Quantas flags mulher!!!! Realmente o seu resumo ficou grande, mesmo o livor sendo pequeno, mas confiei e acho que não teve spoiler mesmo.
    Curti a dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oie! Tudo bem? Nossa mais um livro do Assassin's Creed! Eu li o começo do primeiro livro que saiu e amei a história, e fico muito feliz de saber que saiu mais um livro mesmo que com histórias diferentes, nunca joguei também o jogo, mas estou louca para assistir ao filme e poder ler todos os livros, e que bom que você gostou da história, o autor tem uma narrativa incrível mesmo!
    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Oiiii,

    Adorei sua resenha, já tinha ouvido falar dos livros, mas os comentários sempre vinham de pessoas que jogavam e ai não curtiram a história do livro, então fiquei um pouco com o pé atras. Mas assisti ao filme e tive muita vontade de ler (embora o filme não tenha nada a ver com os livros ou o game), agora sua resenha me despertou essa vontade de ler de novo rs.

    beijinhos...

    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, como eu já conheço o universo eu pude entender facilmente do que se tratava tanto o Animus, quanto as duas ordens existentes e o pedaço do Éden; mas acredito que com a sua resenha até aqueles que não conhecem irão conseguir entender. Gostei do enredo que esse apresenta e achei bem original usar o Animus atrás de algo assim, o que eu imagino que não tenha como ele saber porque nasceu antes do fato que procura. Fiquei instigada e como você gostou tanto te sugiro ir assistir o filme no cinema porque você irá gostar de ver (relativamente) como é o universo.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  13. Eu nunca li assassins Creed mas já joguei muito quando eu era criança. Tô louca para ver o filme e depois de sua resenha eu quero muito ler.

    Parabéns por fazer tão bem uma resenha de um livro curtinho e sem dar spoilers

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Eu ainda não me aventurei em ler nada sobre o universo de assassin's creed, mas vou confessar que fiquei curiosa depois que assistir o trailer do filme deles, que está no cinema.
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre os livros, mas já gostei de saber que o livro traz reflexões para os leitores, pois amo quando isso acontece. E também de autor dá atenção para os personagens secundários, gosto de livros assim.
    Acho que vou colocar na lista, eu também nunca joguei, mas vai que eu goste do livro, né?
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi.

    Fiquei tentada em solicitar esse livro para resenhar, mas depois mudei de ideia. Tenho muito interesse em ler alguma coisa relacionado a esse universo, mas até hoje só joguei um pouco do jogo. Acho que lendo esse livro seria uma forma de conhecer um pouco mais sobre a história. Talvez eu leia esse ano ainda.

    ResponderExcluir
  16. Li apenas os dois primeiros livros da série até agora... Não continuei porque o segundo me desanimou bastante, achei beeem parado em comparação ao primeiro. Mas tenho vontade de retomar, é claro... Mas sinto falta de protagonistas femininas, temos algumas secundárias... Mas para mim não basta!

    Mas... o cara querer justiça porque o pai foi preso depois de assaltar um banco, não dá né. Tem crime aí! E apendicite mata mesmo u.u

    E que coisa confusa isso de voltar ao passado. Eu não estava lá, mas meus amigos, que coincidência, estavam!!!

    Nunca joguei Assassin's Creed também, só li esses livros. Quero, é claro, assistir ao filme! Mas sim, os livros são curtos... O dois pra mim durou uma eternidade!!!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  17. Oii Maria Fernanda, tudo bom? Sua resenha ficou ótima! Eu já tentei ler um livro do Assassin's Creed mas não funcionou para mim e acabei abandonando. Eu estou lendo comentários bem positivos sobre essa nova serie e acho que seria uma leitura proveitosa para mim também. Anotei sua dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu fui inserida nesse universo dos Assassin Creds peloeu noivo através dos jogos e agora com a estreia do filme estou bem curiosa para ler os livros e ler suas impressões me deixou ainda mais empolgada. As vezes livros curtos trazem histórias melhores mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Jogo Assassin's Creed, é uma das minhas franquias preferidas, sou completamente apaixonada pelos elementos do jogo, as referências históricas e tudo mais. Tenho muita vontade de começar as ler os livros que passam nesse universo, bom saber que eles são legais assim também, espero conferir em breve!
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  20. Olá Maria Fernanda,
    Meu irmão gosta muito de Assassin's Creed e tem os livros, mas, infelizmente, eles não são para mim. Achei sua resenha bem legal e interessante e também tenho o costume de fazer resumos mais longos quando são livros curtos.
    Não fiquei, entretanto, curiosa para conhecer a obra, mas achei suas impressões ótimas.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  21. Oie
    legal a resenha, que bom que gostou tanto do livro, tem um enredo rico e interessante pra quem curte o gênero, não é meu caso mas bem legal a dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Ainda não tive tempo de ler nenhum dos livros da trilogia, mas já joguei.
    Imaginei que fosse bem parecido mesmo. No decorrer do jogo escolhemos a missão que queremos que ele vá. Outra coisa que li na sua resenha, foi o trecho em que fala que ele mata silencioso. No jogo é da mesma forma. Não dá nem pra ouvir o barulho da espada.

    ResponderExcluir
  23. Oi Maria! Tudo bem?

    Sua resenha está maravilhosamente apaixonante. É muito lindo quando um livro cativa tanto um leitor. É um gosto espetacular ler as impressões quando isto ocorre!

    Infelizmente não me adapto muito bem ao gênero e o enredo me incomoda um pouco. Mas devido à sua maravilhosa experiência darei uma chance á história para desvendar o que me aguarda.

    Parabéns pela resenha! Abraços (:

    ResponderExcluir
  24. Olá,
    Também estou achando mais fácil ultimamente fazer resumos de livros mais curtos não sei porque.
    Nunca joguei, mas já vi alguns amigos e meu irmão jogando e adorava. A premissa do livro é bem interessante e acredito ser uma excelente introdução à esse universo.
    Fico muito feliz em saber que não é uma trama previsível e sim inovadora e estou curiosa para saber mais sobre Owen e sua vingança como também sobre o Animus.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir