22 novembro 2016

[Resenha] Destinado - Por Carina Rissi



Título: Destinado
[Perdida #3]
Autor (a): Carina Rissi
Páginas: 462
Editora: Verus
Skoob || Encontre

Sinopse: Ian Clarke é um homem de sorte e sabe muito bem disso. Ele encontrou a felicidade que tanto almejava ao lado de sua amada (e complicada) Sofia. Não que tenha sido fácil mas o que é simples quando o assunto é sua esposa? O destino tem sido gentil, e por essa razão Ian se esforça tanto para ser um bom marido, um bom pai, um bom irmão.
Entretanto sua felicidade começa a ruir no baile de aniversário de sua irmã, Elisa. Ian assiste, impotente, enquanto sua vida perfeita se transforma em uma terrível catástrofe. A noite é desastrosa, e Elisa, a menina que ele jurou proteger, se torna alvo de um escândalo.
Mas o pior ainda está por vir. Um assunto do passado, um pesadelo que há muito o persegue, retorna para assombrá-lo. Aterrorizado com a possibilidade de perder Sofia outra vez, Ian segue seu coração na tentativa de proteger a mulher que ama, sem se importar com as consequências. Ele só não suspeitava de que o preço a pagar seria tão alto...
Em Destinado: as memórias secretas do sr. Clarke, os leitores vão conhecer um novo capítulo da arrebatadora história de amor de Ian e Sofia desta vez pela perspectiva desse cavalheiro que conquista corações por onde passa.

Resenhas Anteriores
Perdida #1 - Perdida
Perdida #2 - Encontrada


Tudo estava maravilhoso, finalmente Ian e Sofia pareciam estar vivendo o tão aguardado “felizes para sempre”. Estavam mais apaixonados do que nunca e agora tinham uma garotinha encantadora em suas vidas, sua filha, Nina. Mas Ian tinha medo. Parecia errado alguém ser tão feliz como ele se sentia. Continuava com medo que Sofia pudesse ser arrancada de seus braços. Infelizmente os temores de Ian se mostram corretos e tudo começa a dar errado.

"- Eu soube que estava perdido no instante em que pus os olhos em você – [...] – Naquele momento, eu entendi por que parecia que eu estivera perdendo o fôlego desde sempre. Eu esperava por você, Sofia. Eu a amei no primeiro olhar. Eu a amei no primeiro sorriso. E no segundo, e no terceiro e em todos os que vieram depois. Todo dia eu acordo e penso que é impossível amá-la mais do que já amo. E todo dia descubro que me enganei. Eu a amo cada dia mais, a cada dia de uma maneira diferente. [...]"

Primeiro aquele temido celular está de volta e Ian faz de tudo para mantê-lo longe do alcance de Sofia. Depois, durante um baile, Elisa comete uma indiscrição que pode arruinar sua reputação, até então impecável. E Ian, na tentativa de consertar as coisas, acaba desagradando Elisa e os dois brigam. Para piorar, Elisa - que ainda está chateada com o irmão - encontra o celular e se vê transportada, totalmente sozinha, para o século XXI. Sofia deve ir ao seu resgate, mas Ian não admite ser deixado para trás, e é aí que a confusão começa!





O livro me conquistou logo na página doze. Mesmo que o restante fosse uma droga - o que garanto que não é -, esse livro já teria um espaço especial no meu coração. Logo na primeira cena do livro, Ian está indo levar uma égua à um comprador e flagra este comprador espancando um cavalo – pangaré, que não tem raça – com um chicote. E o Ian tem a atitude mais maravilhosa do mundo: impede o homem de continuar batendo, compra o cavalo por um valor absurdo, se recusa a vender a égua ao homem, e ainda, se compromete a alertar aos outros criadores da região a fazerem o mesmo.


Este volume da série é narrado através do ponto de vista do Ian, e posso dizer que saber seus pensamentos só o deixou mais apaixonante. Uma das coisas que mais me encantou no livro – e foram muitas, garanto! – foi a forma como as pessoas do século XXI ficaram surpresas com a educação e cortesia do Ian, e ,como ele consegue tudo o que quer simplesmente sendo educado. Acho que é uma coisa que realmente precisamos rever na sociedade atual. A Sofia, por sua vez, parece mais madura e centrada, apesar de continuar querendo fazer as coisas do seu jeito e sempre acaba arrumando confusão por conta disso.

"Então veio o depois, quando conheci Sofia. Bastou um olhar, apenas um olhar, para que eu perdesse o coração, o fôlego e também o raciocínio. Eu a amei desde o primeiro instante, mesmo que ainda não soubesse disso. E, sendo Sofia como é, entrou na minha vida feito uma carroça desgovernada, atropelando-me, fazendo-me entender coisas que antes eu não compreendia e me sentir tão feliz com isso que às vezes doía."

O mais interessante é que, por se passar no século XXI, conhecemos melhor a Nina e o Rafa. Ler sobre a amizade da Nina com a Sofia é muito bonito, as duas realmente se consideram irmãs e fazem tudo uma pela outra. Também foi muito legal ver o Ian fazendo amizade com o Rafa e, principalmente, saber que o Rafa não é aquele idiota encostado que a Sofia pensava que fosse. Nisso tudo, o que mais gostei foi ver o romance entre o Rafa e a Nina, apesar do jeito dele, podemos ver que ele é totalmente apaixonado por Nina, e o cuidado que ela tem com ele também é muito bonito.

"- Gostaria que pudesse me ver por dentro – sussurrei. – Entender o que você faz comigo.Ela sorriu sem abrir os olhos.- Isso é algo que você diria. – E se espremeu mais de encontro a mim.- Ah, mas não se iluda, Sofia. – Minhas mãos subiram por suas costas, acariciando-a ao mesmo tempo em que a mantinha presa. – Eu realmente a acho muito gostosa."


O romance entre a Sofia e o Ian continua a coisa mais fofa do mundo. Ian é gentil, doce, cavalheiro e faz de tudo para ver a Sofia feliz. E isso fica ainda mais claro quando a estória é contada pelo ponto de vista dele. Obviamente, só a imaginação de uma mulher poderia criar um homem tão perfeito. E é hilário ver como as mulheres do século XXI ficando loucas por ele, pelo simples fato de ele ser educado e cortês. Ah se os homens soubessem o efeito que estas simples atitudes causam nas mulheres...



"- Você realmente não percebeu o que fez com aquela garota?Eu me detive.- O que eu fiz? Pelo amor de Deus, Sofia, diga que eu não a ofendi!- Ele ta falando sério? – Nina gargalhou [...]- Pior que tá Nina. Ou melhor, ainda bem que tá – Sofia se corrigiu e fiquei ainda mais confuso.- O que foi que eu fiz? Devo voltar e me desculpar?- Não. – Ela segurou meu braço com as duas mãos e voltou a andar. – Você só deixou a mulher abobalhada. Pensei que só acontecesse comigo. E com a Valentina. Ah, e com a Suellen e a madame Georgette e ... hum... Deixa pra lá. O que importa é que você usou o seu charme e conseguiu descobrir alguma coisa.- Mas eu não fiz isso, Sofia! Eu recorri à gentileza."

A exemplo dos volumes anteriores, a capa é linda, tem orelhas, as folhas são amareladas e as letras têm tamanho e espaçamento ótimos, o que facilita a leitura. Não encontrei erros gramaticais.


O livro é narrado em primeira pessoa através do ponto de vista do Ian. A escrita da autora fluí muito bem, sendo bem difícil largar o livro depois que você começa a ler. E a autora utilizou um recurso que considerei genial. Não posso explicar com detalhes tal recurso, caso contrário geraria spoiler, mas ele permitiu que a autora narrasse fatos do presente e do passado do Ian. Então, além de conhecermos os pais do Ian, e de fatos que aconteceram antes de ele conhecer a Sofia, também vemos fatos que foram relatados através do ponto de vista da Sofia nos volumes anteriores, agora, através do ponto de vista do Ian. Isso fez com que a obra não ficasse enjoativa ou repetitiva.

"Engoli um gemido. Por quê? Por que ela não poderia ser como as outras damas que eu conhecia e aceitar minha ajuda? Qual o motivo para tanta petulância? E porque, em nome de Deus, eu gostei tanto disso?"

Eu indico esse livro para todos que procuram uma leitura descomprometida. É um livro encantador, leve e divertido. É um romance inocente que remete a contos de fadas, li do início ao fim com um sorriso bobo no rosto. Não é o tipo de livro que traz tramas complexas e reflexivas, é leitura para entretenimento, diversão mesmo, e precisamos disso de vez em quando.

18 comentários:

  1. Olá
    Sou suspeita em falar, mas eu amo essa série, e mesmo porque a escrita da autora é sensacional. O livro conquista muito rápido mesmo, e fico feliz que você também tenha curtido. E a exemplo das outras, essa capa tá mesmo linda. Adorei poder conferir o ponto de vista de Ian <3 Vale muito a pena mesmo, sempre recomendo por ser uma leitura leve e divertida, entre outros elementos igualmente essenciais..
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Nossa, gostei da sua resenha. Deu uma geral e ainda por cima me deixou com uma baita curiosidade para ler!
    Sempre ouvi falar muito dos livros da Carina, mas nunca tive a oportunidade de ler. Quem sabe agora depois dessa resenha!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá, Barbara! Apesar de ter adorado sua resenha (seu jeito de escrever e emitir suas opiniões), confesso que fiquei um pouco perdida na história, pois não li nenhum volume da série. Vejo várias resenhas dessas obras da Carina circulando na internet, já até li algumas, então sei o geral da trama dessa coleção. Adorei a parte que você contou que Ian impede o homem de continuar maltratando o cavalo *-* Já gostei do Ian hahahaha Beijos.


    thehouseofstorie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu tenho muita curiosidade de começar essa serie. Uma cosia que eu andei percebendo foi a quantidade de resenhas que estou lendo da série ultimamente, pois eu não via tantos a muito tempo. Eu achei a capa do novo lançamento da série a mais bonita até o momento. Essa história proposta por Carina deve ser realmente bem fascinante. Espero começar a ler em breve. Até mas ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Já li três livros da Carina Rissi e amo apaixonadamente todos os três, porém, da série Perdida, não li nenhum ainda e morro de vontade de conhecer este universo, apesar que dá uma desanimada saber que a serie é tão longa assim. Gostei da analogia que você fez com contos de fadas e acho que seria uma leitura perfeita para sair de uma ressaca literária.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Barbara!!
    Eu sou muito suspeita pra falar de qualquer obra da Carina pois ela é simplesmente minha autora nacional preferida. Amo todos os livros dela e é até difícil dizer qual gosto mais.
    Em Destinado, especificamente, assim como você relatou, o Ian nos mostra ainda mais como é um ser apaixonante. Extremamente educado, inteligente e encantador (até mesmo qdo não pretender ser... kkkk)
    Uma das características que me faz amar a Carina é a sua criatividade surpreendente. Quando você acha que a história acabou e que tudo se resolveu, ela lança mais um acontecimento que me deixa de "cabelo em pé". Em Destinado, nunca que iria imaginar que a Sophia passasse o q passou. Enfim, concordo com vc qdo diz que é uma leitura leve e encantadora. Também indico muito!
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Eu sou louca para ler esse livro, aliás, todos os livros da série. Só escuto as meninas falando desse tal de Ian e fico na vontade de conhecer também. Adorei ver a sua resenha e saber que o livro foi tão bom assim para você, a capa é linda e a história já me deixa curiosa pois sei que vou gostar quando eu for ler também.

    ResponderExcluir
  8. Olá, adorei seus comentários, li o os livros dela e simplesmente adorei. Realmente foi muito bacana saber o ponto de vista de Ian, é mais legal é saber como tudo acaba...
    Agora só preciso ler o livro da Elisa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. É até curioso dizer mas eu amo de paixão todos os livros da Carina, mas esse em especial. O três é melhor que os outros dois. Acho que é porque mostra o Ian e falas dele. Ele e apaixonante. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Ao terminar de ler sua resenha, fico pensando porque eu ainda não li nenhum dos livros dessa série. As capas são lindas, a Carina é um amor e só vejo elogios.
    Mas, até agora, não tinha sentido aquela coisinha de que precisava mesmo ler, sabe? Acho que era a falta de saber alguma coisinha que me conquistasse de vez e essa cena do Ian com o cavalo/égua e a atitude dele me deixou apaixonada pelo cara - e eu nem conheço ele... E o resto da sua resenha só me deixou ainda mais apaixonada.
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Eu já li esse livro da Carina, e gostei da história. Inclusive, eu gosto da narrativa da autora, pois a trama sempre é leve e divertida, sem contar que suspiramos bastante.
    Eu gostei bastante.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Assim que vi o título da resenha meu coração disparou. Eu já li o livro e me encantei em todos os sentidos.
    A escrita continua sendo leve e bem humorada, o que garante umas boas risadas com certeza. Gostei bastante da sua resenha e de como você conseguiu explicar e detalhar o livro, sem contar spoilers.
    Bjs, Mila

    http://a-viagem-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Só li Perdida até agora e ele foi direto para os meus favoritos, preciso terminar se ler todos urgentemente. Adorei ter um livro com a perspectiva do Ian, nos da a oportunidade de conhecer melhor o personagem apaixonante que ele é. E adorei saber que a Sofia está mais madura, valorizo muito o crescimento dos personagens nas histórias. Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Li sua resenha bem por cima, confesso. Pois não gosto de saber muitas informações sobre livros que pretendo ler, e esse é um livro que eu quero muito ler. Adorei a escrita da Carina Rissi e acho suas histórias em divertidas, dou boas risadas com seus livros. Estou bem curiosa para começar essa série *-----* Ainda mais que foi lançado mais um livro recentemente, não vejo a hora de lê-los.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Ai meu deus, eu preciso ler essa sérir, eu ja tava louca só por ser narrada pelo Ian, agora sabendo que se passa no século XXI eu irei enlouquecer.
    Quem não amaria ter um cavaleiro lindo e educado como o Ian para dar uns beijos agora não é mesmo ? Haha

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Gente eu preciso ler essa série. Tenho os dois primeiros livros, mas ainda não pude ler. Destinado me pareceu ser uma história bem interessante e que vai prender o leitor do começo ao fim. A capa é linda e eu fiquei ansiosa para conhecer Sofia e Ian.
    Amei a sua resenha e as fotos do livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. Oiee Barbara ^^
    Eu ainda não li o primeiro livro, então dei uma pulada na sua resenha, pegando um pouco das suas impressões só. Eu gosto bastante quando os autores lançam livros com o ponto de vista de outros personagens sobre uma mesma história, adoro poder saber o que eles estão sentindo ou pensando. Estou doidinha para ler "Perdida" logo, o comprei na bienal, mas ainda não consegui ler.
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem? acredita que eu nunca li um livro da Carine? Por mais que eu veja muitas críticas positivas sobre seus livros essa série em especial por ser um romance de época não chama muito minha atenção pois não sou fã do gênero.
    Fica para a próxima dica.
    Bjs

    ResponderExcluir