23 novembro 2016

[Resenha] Boa Noite - Por Pam Gonçalves



Título: Boa Noite
Autor (a): Pam Gonçalves
Páginas: 240
Editora: Galera Record
Skoob || Encontre

Sinopse: Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Faculdade! Para uns significa o começo de uma vida adulta, para outros, é sinônimo de diversão e muitas festas, mas para Alina, essa fase será de recomeços. Ela sempre foi a boa menina que nunca deu trabalho para os pais, também nunca foi popular entre seus colegas sendo considerada a nerd, mas agora as coisas poderão ser diferentes. Alina não quer ser a mesma pessoa, muito pelo contrário, quer ir a festas, fazer amigos, e se divertir longe das rédeas dos pais, e para sua felicidade, todas essas opções estão a sua frente.

"Acho que a maioria das pessoas que chega na universidade espera que a vida tome um rumo completamente diferente... Obviamente eu também. Tudo o que eu quero é começar de novo. É nisso que eu penso enquanto encaro a parede de tijolinhos à frente. Só quero deixar tudo pra trás e enfim ser alguém legal."

Seu primeiro passo foi entrar na república das Loucuras, gerenciada pela descontraída Manu juntamente com seus amigos, Talita, Bernardo e Gustavo. Alina percebe a sorte que teve assim que chega lá, são pessoas sensacionais que te acolhem, e logo faz parte da família. Manu adora uma boa festa, então arrasta todos seus amigos para cada uma delas, e isso incluí Alina. A jovem começa a beber, a se soltar, e até mesmo, flertar, mas as coisas saem totalmente do controle quando abrem uma página no facebook para que os garotos deem notas ás garotas com o qual eles ficam, e para infelicidade de Alina, seu nome aparece lá.

"Eles dizem que só querem nosso bem, mas fica difícil quando não querem nem mesmo pensar no que nós queremos."

Como se isso não bastasse, ela sofre preconceitos diários em sua sala de aula dominada por homens. Até seus professores dão a entender que ali não é o seu lugar e de suas três amigas. Mesmo com humilhações, Alina tem a chance de fazer a diferença na universidade. Quando é lançado o desafio para os alunos de engenharia da computação, onde deveriam desenvolver um aplicativo para o bem social,  o melhor trabalho seria desenvolvido por uma empresa, Alina e suas amigas farão de tudo para ajudar meninas na mesma situação que elas, e ainda, vão poder calar o preconceito que recebem diariamente na sala. Será que as coisas enfim se ficarão mais fáceis, ou muitos obstáculos estão por vir?




Assim como boa parte dos blogueiros, e até mesmo dos leitores, acompanhava o antigo blog da Pam, e hoje, seu atual canal no Youtube. Sempre adorei a forma dela de se expressar, onde grande parte dos livros que já li foi por indicações que recebi lá. Quando vi que ela lançaria um livro fiquei mega feliz, agora poderia ter uma estória completa por ela, conhecer sua escrita e ver suas opiniões inseridas numa estória todinha pensada por ela, e Boa Noite foi um começo promissor para uma escritora com grande talento, mas que ainda precisa ser um pouco mais desenvolvido.


Não me julguem mal, eu gostei sim da escrita da Pam, na verdade ela fluí muito bem onde devorei o livro em poucas horas, nesse quesito é cinco estrelas, minha frustração é exatamente pela estória. Pode ser que minhas expectativas estivessem muito altas, ou, até mesmo, que eu esperasse algo inovador, quando na realidade esse é só o primeiro livro dela, e a partir daqui, irá se desenvolver e cada vez mais se torna uma grande autora. Mas o caso é que achei a estória um abarrotado de enredos, onde aquilo que precisava de um enfoque mais desenvolvido, deixou a desejar.

"Nem sempre o que parece divertido é o mais inteligente."

O livro é narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista da Alina. Mesmo não gostando da narrativa em terceira pessoa, senti que se o enredo fosse nela as coisas poderiam ter sidos melhores abordadas, pois a estória possuí personagens fantásticos, e seria muito legal ver a perspectivas deles, e também não ajuda nada Alina ser uma jovem muito fácil de ser influenciada.


Assim como boa parte dos estudantes de ensino médio, Alina deseja que a faculdade seja revolucionaria em sua vida. Ela quer tirar a imagem de menina nerd, e tornar-se a pessoa que deseja ser. A premissa da personagem é muito boa, ela deseja ter sua identidade, mas, isso fica só na teoria. Ela é influenciável E não se mantêm firme nas coisas que quer, ou não quer, como no caso de ir a festas que nem está afim, ou sair com a Manu quando ela não está afim, ou até mesmo beber porque todos seus amigos estão bebendo. Só com essas atitudes Alina demonstra ser uma pessoa superficial, e eu não gostaria de ter uma amiga assim próxima a mim.


Já os personagens secundários são fantásticos. Manu é toda descolada e sabe o que quer, também é bem amiga, companheira, e o melhor, entende as pessoas como ninguém. Adoraria ler um livro só sobre ela. Gustavo por sua vez é um cara mais fechado e bem integro, ele é estudante de medicina, e por isso leva a má fama de seus colegas que só fazem besteira. Gostei bastante dele, e fica bem claro que, tanto ele como Alina, sentem atração um pelo outro, mas ambos não fazem absolutamente nada para que se aproximem, o que ao meu ver foi bem frustrante.

"(...) É o que a cultura do estupro faz com a nossa sociedade, nos cala e nos tolhe os direitos."

Sabe quando disse lá no começo que senti que a estória foi um emaranhado de enredos? Então, aqui temos abuso sexual em universidades, cyberbullying, preconceito de gênero, auto descobertas e primeira vez. Vários assuntos importantes para serem tratados em apenas 240 páginas. O foco principal fica por conta do abuso nas universidades e o preconceito de gênero, e mesmo eles, senti que precisavam ser melhor desenvolvidos. Houve partes bem superficiais, e outras que só eram citados quando o contexto pedia algo mais a fundo. Creio que a Pam desejou fazer um livro empoderador, mas acabou deixando a desejar no desenvolvimento. Mas isso não tira o mérito e a coragem dela por abordar assuntos considerados polêmicos em seu primeiro romance.


A parte física do livro está muito bacana, com folhas amarelas e possuí orelhas nas capas. Algo que acho bem legal é quando a editora faz enquetes para a escolha das capas, e aqui, a Galera Record fez o mesmo. Fiquei bem feliz quando a que mais gostei foi escolhida. Internamente, em cada começo de capítulo o texto começa na metade da folha e numa fonte maior do que no restante dos capítulos. Também não encontrei erros ortográficos ao decorrer da leitura.


Mesmo com os pontos negativos, ainda assim, a estória é gostosa de se ler. A leitura fluí sendo fácil se ler numa sentada só. O livro aborda assuntos polêmicos, e mais uma vez, acho louvável a Pam ter a coragem de aborda-los em seu primeiro romance. Recomendo o livro para quem curte uma estória com um tema sério e que envolva o leitor a cada página. Também recomendo para aqueles que estão com as expectativas altas, igual eu estava, a deixarem elas controladas, pois nesse quesito pode ser um tanto quanto frustrante, mas é válido lembrar que a Pam é uma autora inciante, e como tal, ainda tem muito o que apreender.

21 comentários:

  1. Olá
    Que linda sua resenha! E amei muito as fotos também, como sempre arrasando <3
    Eu também já li esse livro e adorei a escrita da Pam, impossível não se apaixonar por esse desenvolvimento né?! Mas preciso concordar que faltou espaço para um trabalho maior em certas temáticas, mesmo porque tinha bastante conteúdo a ser explorado em tão poucas páginas.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Essa é a segunda ou terceira resenha que leio desse livro, e é o primeiro que tem pontos negativos. Eu já estava bem interessada na história, porque achei bem bacana a proposta da Pam para esse livro. Eu li um conto da Pam e também gostei da forma de escrita dela, flui bastante. Mas, com seus pontos negativos eu já dei uma diminuída da expectativa, o que é bom, afinal eu poderia acabar não gostando tanto, como aconteceu com você.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  3. Oi, adorei sua resenha. Acompanhei a Pam mais na fase do canal dela e por isso ainda não li o livro dela, já que as expectativas ainda estão altas. Vc foi b sincera na sua resenha e já dá para saber o que esperar, fora que descobrir que projeto é esse que elas vão criar. Parabéns pela resenha. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Stefani
    Eu também ainda não li este livro, mas estou bem curiosa
    Acompanho a Pam também. Sempre digo que altas expectativas são péssimas para nossas leituras! Normalmente a gente fica um pouco decepcionada pelo menos
    Eu gosto muito quando a estória tem personagens secundários importantes e interessantes! Isso traz mais vida para o enredo.
    Adorei suas fotos e gosto muito da forma como vc escreve, das suas impressões.
    Ótimo post!
    ESta na minha lista de futuras leituras também
    Depois te conto
    Bjs

    www.maeliteratura.com

    ResponderExcluir
  5. Comprei esse livro na bienal e também estava com as expectativas nas alturas, mas ainda não li, porque estou esperando um pouco a hype passar e eu poder ler sem a pressão das opiniões. Confesso que estou com medo de também achar a história pouco desenvolvida, mas não deixarei de ler.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas a capa não me e estranha! :) ahah Bem, não quero ler o livro... Talvez por não fazer o meu estilo...

    Ou talvez por simplesmente ter ficado desanimado depois da tua resenha!! :) Compreendo que esses temas todos não possam ser devidamente desenvolvidos em cerca de 250 paginas!!!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Eu acompanho a Pam nas redes sociais, mas não estou curiosa com a história dela talvez seja pelo mesmo motivo que você deu cinco estrelas. Não acho que será uma história inovadora mesmo que eu pretenda ler algum dia. Boa resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Eu acompanho a Pam nas redes sociais, mas não estou curiosa com a história dela talvez seja pelo mesmo motivo que você deu cinco estrelas. Não acho que será uma história inovadora mesmo que eu pretenda ler algum dia. Boa resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é o único de booktubers que eu me interessei por ler, eu gosto da Pam e pelo que vi na sua resenha o livro é bom de ler. Tem sim seus lados negativos mas acredito que no geral a leitura seja boa e que eu vá gostar quando o comprar. Só não estou louca para comprar agora kkkk, eu adorei a capa e as fotos ficaram muito bonitas

    ResponderExcluir
  10. Olá Stef,
    Comprei esse livro essa semana e chegou agora a pouco e estou bem curiosa para conhecer a história, mas as minhas expectativas estão baixas, confesso. Quero ver como a Pam lidou com todos esses temas juntos, pois, caso não tenha sido bem trabalhado, ela deve ter se perdido. Pelo contexto imagino que uma narrativa em terceira pessoa funcionaria melhor.
    Espero ler esse livro e gostar, mas as expectativas baixaram, confesso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Eu acompanhava o canal da Pam e gosto muito dos vídeos dela. Quando fiquei sabendo que ela lançaria um livro não fiquei muito animada, pois não sabia que seria um New Adult, um dos meus gêneros favoritos. Depois da sua resenha fiquei interessada na leitura, mas sei que não devo ir com tanta expectativa, pois pelo que li talvez não goste muito da protagonista. Amei suas fotos!!
    beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Stéfani.
    Eu tive a oportunidade de conhecer a Pam na Bienal de SP desse ano.
    Acho que a premissa do livro dela é muito interessante, ainda mais por tratar de um assunto tão comum e presente em nossa sociedade, infelizmente. Talvez um dos problemas é que juntou muito assunto que pedia mais desenvolvimento em um livro só, mas é inegável que a parte física está impecável.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Olá!!
    Conheço o canal da Pam a um tempinho já e quando ela anunciou que ia lançar um livro confesso que fiquei meio com um pé atrás,e que bom que o livro dela teve aceitação com o público,das pessoas que já vi comentando uns gostaram (desses não viram nada extraordinário) e outros adoraram,fiquei até curiosa pra ler,e foi muito bom saber que a escrita fluí rápido o que conta demais pra mim em uma leitura.
    Já não ia gostar da personagem,me dá uma raiva tremenda personagem "maria vai com as outras" mas ainda pretendo dar uma chance a esse livro e super curti essa capa!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/11/resenha-sua-espera-abbi-glines.html

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Estava louca para conferir uma resenha de Boa noite porque também acompanhei o trabalho da Pam por muito tempo. Mesmo só com a resenha fiquei com a impressão de que ela tentou trazer tanto coisa para o livro que acabou não trazendo nada completo, o que é uma pena, pois são temas muito legais de se trabalhar. Fiquei decepcionada pela personagem principal ser tão volúvel, pessoas e personagens assim realmente me incomodam. Não desisti de ler o livro, mas vou ler pisando em cacos de vidro, com a expectativa lá embaixo. Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  15. Oii!
    Admito que não estava tãão curiosa assim pra ler esse livro justamente porque tinha medo que caíssem bem no clichê de uma uma história simples sobre uma menina que vai pra universidade e tem um trabalho em uma das matérias que ela vai se esforçar pra ganhar e, por conta disso, conseguir amigos, namorados e inimigos. Infelizmente, parece que a maioria dos livros de iniciantes contemporâneos é assim - ok, tem algum detalhe em plano de fundo diferente aqui e ali, mas a base é sempre a mesma. Isso me desanima muito, eu entendo que deve ser difícil fazer alguma coisa nova, ainda mais no primeiro livro, mas como você mesma disse, parece que fica tudo superficial e deixa a desejar.
    Mesmo assim, gosto bastante desse tema de preconceito, feminismo e tal. Acho que ela poderia ter aproveitado os temas interessantes de um jeito diferente, mas penso em dar uma lida de qualquer forma só pra ver de verdade o que penso sobre o livro.
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  16. Oiii!!
    Eu já tinha visto sobre o lançamento do livro dela, mas é a primeira resenha que vejo. Acho que para um primeiro livro, ela poderia ter abordado um dos temas que você citou. Realmente, são temas bem atuais e polêmicos, para desenvolver uma história perfeita é bem mais difícil colocando todos juntos. Principalmente abuso sexual, um tema tão delicado. Tenho certeza que ela vai aperfeiçoar a escrita e vai escrever muitas outras coisas. Estou curiosa para ler. É o tipo de livro que eu gosto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Adorei sua resenha e também as fotos. Elas estão um arraso!
    Não conhecia a Pam antes do livro, acredita? Aí, comecei a ver algumas críticas positivas sobre o livro e resolvi pesquisar e de cara vi que ela era qualquer pessoa escrevendo um livro. Ela tem crítica sobre esse trabalho e por isso eu acredito que irei gostar do livro dela.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Oi Stéfani, que pena que a personagem foi tão superficial assim, porque a sinopse prometia um enredo bem interessante. Eu não conheço a Pam, nem acompanhava seu canal (na verdade,não acompanho nenhum). Acho legal quando youtubers lançam livros que não são autobiográficos, então talvez por isso valha a leitura! Ótima resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  19. Eu curti muito sua resenha porque, mesmo vendo que você gostou do livro, você foi bem sincera quanto suas falhas. Está muito bem escrita e me fez decidir não ler esse livro. A protagonista não me cativou e eu não concordo com algumas coisas, principalmente porque faço o curso de Engenharia de Computação e, mesmo que seja um curso mais dominado por homens, o relacionamento entre homens e mulheres é ótimo... A parte física realmente está linda. Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que nunca acompanhei o trabalho da autora no YouTube ou blog e que não fiquei muito animada com esse livro dela. Mas lendo sua resenha achei interessante os assuntos abordados, só que desanimei completamente ao ver que ela não soube trabalhar bem todos eles. Além disso, a protagonista nao parece ser lá muito cativante. Enfim, não é um livro que me deixou animada para ler, mas gostei de saber mais sobre ele.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  21. Oi colega, como está? kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Gostei demais da resenha e apesar de achar a proposta do livro boa, não tenho certeza se leria porque pelos pontos que tu levantastes, a autora não desenvolveu tudo tão bem quanto deveria. Embora tu tenha deixado claro que é o primeiro livro dela e que ela ainda tem muito a aprender.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir