22 junho 2016

[Resenha] Minha Vida Mora ao Lado - Por Huntley Fitzpatrick

Título: Minha Vida Mora ao Lado
Autor (a): Huntley Fitzpatrick
Páginas:320
Editora: Valentina
Skoob || Encontre
4 ESTRELAS
Sinopse: “Minha mãe nunca ficou sabendo de uma coisa, algo que ela reprovaria radicalmente: eu observava os Garrett. O tempo todo.”
Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e...
Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe.
Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios?
Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?


Os Reed são totalmente opostos aos Garrett. Os Reed são organizados, quietos e contém somente três pessoas na família. Os Garrett são barulhentos, desorganizados e tem oito filhos. O único fator comum é que são vizinhos. A única regra imposta pela senadora Grace Reed para suas filhas era de não se aproximarem dos Garrett e da bagunça que é a vida deles, mas isso não impediu Samantha de observá-los diariamente desde que era apenas uma menininha, sempre imaginando como seria viver com uma família que ela não devesse ser perfeita.

"O passar dos anos provou que nossos vizinhos, os Garrett, eram exatamente o que mamãe havia previsto. A grama da casa deles era cortada esporadicamente, quando era. As luzes de Natal ficavam penduradas até a Páscoa. O quintal era uma bagunça completa com piscina, pula-pula, balanço e trepa-trepa. [...]"
Página 08

Samantha leva sua vida com perfeição sempre tentando agradar a mãe e ser quem deve ser. As coisas mudam quando Jase Garret se aproxima dela demonstrando-se compreensivo e agradável. Aos poucos ela se vê introduzida na casa que somente via de longe, começa a ser parte deles e Jase a conquistar seu coração.


"Depois de passar uma hora na casa dos Garrett, já vi um deles seminu e grande parte do seio da Sra. Garrett. Tudo que preciso agora é que Jase tire a camisa."
Página 35.

Samantha começa a ter uma noção do que uma família deveria ser de verdade. Ela pode ser quem quiser e não o modelo que a mãe impôs. O grande problema é que Jase é um Garrett e nunca seria aprovado por sua mãe, e ainda pra ajudar, Grace Reed começa a namorar Clay - seu assessor de campanha - mudando totalmente quem ela é quando Clay está perto. Desde o primeiro momento Samantha teve certeza que Clay não era uma boa pessoa, e conforme convivem ela descobre o quanto ele pode ser manipulador e sedento por poder.

Mesmo tendo que conviver com Clay, Samantha está feliz com o decorrer de sua vida, até que algo terrível acontece abalando os Reed e os Garrett e ela é a única que sabe a verdade. Mas o que fazer quando sua vida inteira pode mudar através de suas palavras.



Sabe aquele livro que você pega sem pretensão nenhuma e quando percebe está tão envolvida na estória que nem sente as páginas rolarem? Então, Minha Vida Mora ao Lado é exatamente assim. Fui pega totalmente despreparada pela simplicidade e profundidade da estória que me deixou algum tempo pensando em tudo que tinha lido.

A estória é narrada em primeiro pessoa pelo ponto de vista da Samantha e se passa nas férias de verão. Vemos uma adolescente que de certa forma é bem comum, levando uma vida perfeita ao olhos alheio. Samantha sempre viveu e fez de tudo para agradar a mãe rígida cheia de padrões.  Ela é como qualquer garota da sua idade com vários dramas adolescentes - será que gosta de mim? será que devo colocar nossa relação em outro nível? será que é a hora? etc... - e mesmo tendo tudo, ela sente falta de ter uma família amorosa e atenciosa.


Sua mãe e irmã são frias e nenhuma das três querem estar próximas. Fiquei imaginando como deve ser difícil viver dessa forma, ter uma mãe que só pensa em si mesmo e sonhar em morar na casa ao lado. É triste e solitário. Samantha começa ver as coisas de uma forma diferente e perceber que não é assim que sua vida tem que ser quando ela conhece Jase.


Jase é aquele tipo de personagem que todo mundo sonha em ter na vida. Apesar de ter 17 anos, ele é muito responsável e ama sua família com todas as forças. Ele é fofo, atencioso e faz Samantha questionar o mundo. Jase se tornou rapidamente um dos personagens mais queridinhos no meu coração.


A estória tinha tudo pra ser sobre um romance adolescente mas, a autora inseriu elementos fortes numa estória leve. Vemos o preconceito que a família de Jase enfrenta por eles serem em oito irmãos. Todo mundo com que eles falam fazem questão de dizer o quanto desaprovam o casal Garrett ter tantos filhos. Ali pude ver o quanto tem pessoas que gostam de mascarar seus preconceitos com perguntas desagradáveis e querer se meter na vida alheia, e mesmo assim, a Sra. Garrett nunca foi mal educada e sempre tentou administrar da melhor forma possivél. Aliás, ela é uma mulher maravilhosa. Mesmo aparecendo muito pouco na estória, ela ganhou minha admiração por se desdobrar em mil para atender toda família, que por sinal são todos espetaculares onde conhecemos cada um deles.


Conhecemos também Nan e Tim, irmão gêmeos que são amigos de Samantha desde crianças. Nan é sua melhor amiga mas acaba por se revelar uma pessoa que Samantha nunca imaginou ser. Já Tim é um adolescente problemático sem perspectivas de vida. Desde os 13 anos vive bêbado e a família finge não ver. Senti muita raiva da Nan pois me decepcionei junto com a Samantha. Tim que eu pensei ser o pária da estória acaba se revelando muito importante na estória e a cada página ganhou ainda mais minha afeição.


Quando o grande problema da estória surge fiquei bem impressionada com a audácia da autora. Ela nos faz questionar até que ponto as aparências pode ser mais importante do que fazer a coisa certa. Samantha se vê numa situação que nenhuma pessoa deveria enfrentar. Fiquei bem tensa e achei o desenrolar dos fatos muito pertinente. Senti muito nojo de Clay por manipular a mãe da Samantha daquela forma e não medir consequências. Tudo ele distorcia e fazia com que as coisas fossem da forma que lhe conviesse.


Samantha e Jase acabam por se descobrirem juntos. Ela em ser quem quiser e ele em buscar um futuro melhor. É bem doce a forma como o romance se desenrola e vamos nos apaixonando junto com eles e desejando que tudo dê certo no final.

A parte física do livro está maravilhosa. Amei a capa escolhida onde ela nos é trazida toda emborracha. A diagramação é delicada e muito bem feita com letras e espaçamentos em ótima proporção. Adorei também a lombada do livro, acho super legal quando as editoras fazem algo diferente nelas pois é exatamente ela que fica aparente na estante.


No geral Minha Vida Mora ao Lado tinha tudo para ser um livro adolescente clichê, mas autora trás com maestria temas profundos e questionadores. Mesmo sendo um romance juvenil recomendo a estória para todos que desejam ler um livro com uma carga maior onde podemos sentir exatamente o que os personagens estão passado.

20 comentários:

  1. Oi Stefani, que post lindo, ainda mais com essas fotos maravilhosas. Eu já li esse livro e posso afirmar que é uma ótima leitura mesmo. Assim como você eu também fiquei impressionada por algumas coisas que a autora fez, mas é algo que leva o leitor a refletir bastante também. Essas implicações é que definem bem o enredo. Poderia ser clichê, mas ela realmente inovou nesse quesito. Seus comentários expressam bem o que eu mesma senti durante essa leitura.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler esse livro e ver a sua resenha falando tão bem sobre ele me deixou ainda mais curiosa. Gostei de saber um pouco mais sobre os personagens e de ver que o enredo é tão rico em detalhes, pelo menos foi essa a impressão que tive ao ler a sua resenha Gostei de ver a sua opinião e não vejo a hora de ler também.

    ResponderExcluir
  3. Oi Stefanni, acho que tivemos a mesma impressão do livro. também comecei a ler sem pretensões e o livro me amarrou nas suas páginas. Me apaixonei pela Sam e pelo Jase e pela família maluca do Jase e também achei que seria apenas mais um jovem adulto, mas amei a originalidade dos temas.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oii!
    Adoro livros assim quem pegam o leitor de surpresa, a gente pensa ser uma coisa, mas o autor usa de sua criatividade e acaba nos surpreendendo com um a história totalmente diferente <3 Gostei da premissa e fiquei bem curiosa para saber mais sobre os personagens e os conflitos que geram a história!

    Beijão!
    Seguindo!
    Vem conhecer o meu cantinho ♥
    http://cantinhodosrabiscos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Nao fazia ideia da existencia deste livro mas fiqeui com muita vontade de o ler!! :)

    Especialmente por ser um romacne jovem e por sair do cliche... Eu ODEIO cliches, porque acabam por mostrar uma falta de criatividade enorme!! :) E tenho vontade de sentir o que essas personagens tem de tao intenso... :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Stéfani,
    Acho legal quando lemos um livro que nos surpreende e que tinha tudo para ser clichê e acaba não sendo. Gostei bastante da forma como é a história. Não acho legal viver com base na perfeição, como Grace quer que as filhas vivam. Acho que apenas quando ela se envolve com Jase sabe o que é viver.
    Fiquei bem curiosa para saber sobre essa situação problema, será que vai me agradar?
    Parabéns pela resenha, está incrível.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Uau! Não tinha me impressionado com o livro até ler a sua resenha, agora estou pensando seriamente em adicionar a lista de leitura. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Eu tinha ficado muito interessada pelo livro quando ele foi lançado, mas sabe como é, muito livro pra ler... acabei esquecendo. Até tenho ele no Kindle, mas nunca comecei a leitura. Agora, depois da sua resenha, a vontade de ler o livro deu o ar da graça novamente.
    Eu adoro quando sou pega desprevenida por uma leitura, a sensação é bem bacana. Estou curiosa para saber qual é a desse Clay, já não fui com a cara dele.


    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas a premissa dele não me atraiu. Eu já li alguns livros parecidos e não gostei tanto, então essa dica eu passo.
    Ainda assim gostei muito de sua resenha, fico feliz que a leitura tenha sido satisfatória e que você tenha se envolvido tanto com a história!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu tenho muita curiosidade para ler essa obra, já faz um tempinho que ela está na minha listinha de desejados, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de conferir. Sua resenha só me deixou ainda mais curiosa. rs Adorei a resenha!

    Um grande beijo,

    Dai | Blog Virando a Página

    ResponderExcluir
  11. Oi Flor
    Adoro livros que nos pegam totalmente despreparadas e nos tiram o chão.
    Bom saber que a autora consegui transformar um livro que tinha tudo para ser clichê em uma leitura memorável. Gostei muito da relação e conflitos das personagens.
    Confesso que tinha esquecido desse livro, mas agora vou dar uma atençao especial.
    Beijinhos
    Rizia - http://www.livroterapias.com/

    ResponderExcluir
  12. Oiee ^^
    Estou doida para conhecer o Jase, tinha lido algumas resenhas deste livro antes da sua e todo mundo parece ter gostado dele. Eu adoro quando os livros nos surpreendem desta maneira, de início eu achei que era só um livro de romance/drama adolescente, mas parece ser mais intenso que isso.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Eu realmente estou bem curioso para ler esse livro, vi vários comentários e resenhas super positivas sobre a obra e o poder de envolvimento que ela tem rsr. Pegar livros sem pretensão e gostar? Eu sou pós graduado nessa técnica kkk. Eu comprei esse livro mas ainda não chegou aqui, tenho certeza que irei passar o livro um pouquinho na frete rsr. Até mais vê
    Bjks

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho a Ecobag do livro mas nunca nem li a sinopse, e que surpresa! não esperava que fosse uma história de amor tão misteriosa e bonita, fico feliz em saber do aprofundamento da trama, a capa é linda mas eu esperava que fosse uma história mais simples, tenho certeza que irei me envolver com Samantha e seus dramas, fiquei com muito vontade de ler o livro

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Este é o primeiro contato que tenho com este livro, não lembro pelo menos de já tê-lo visto anteriormente.
    Se eu o visse em alguma prateleira nas livrarias, provavelmente não ficaria curiosa, esperando uma história mais fraquinha e bobinha, mas ainda bem que li a tua resenha e vi que a autora conseguiu desenvolver algo um pouco mais consistente e menos ingênuo.

    ResponderExcluir
  16. Oii!!

    Eu não conhecia a obra, só vi a capa em algumas páginas, mas não li ainda nada sobre.
    Gostei de ver que é um livro surpreendente e bem escrito.
    A dica já foi anotadinha e espero ler em breve.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Oiii!

    Gente, já ouvi falar taaaanto desse livro lá fora, mas taanto e tão bem que estou morrendo de curiosidade! Sua resenha só confirmou todas as minhas ideias de que eu TENHO que comprar esse livro logo.
    Adorei a proposta, apesar de que eu já tinha uma ideia do que a historia se tratava. O que eu não sabia é que existe essa situação de conflito que até te deixou revoltada e isso em deixou ainda mais ansiosa para poder ler tudo o que acontece!
    E, óbvio, a editora Valentina fez um trabalho lindo nessa edição, ficou maravilhosa mesmo!
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não daria muita coisa pra esse livro, mas lendo sua resenha fui ficando curiosa. Deve ser tao triste ter uma familia fria, né? Acho que todo mundo quer uma feliz e afetuosa. A protagonista parece ser uma personagem doce e cativante, e o Jase parece ser um amor, acredito que me conquistaria de cata também. Enfim, parece ser uma boa historia com bons personagens e uma ótima mensagem, por isso vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  19. Oi Stéfani, tudo bem?
    Eu morro de vontade e de curiosidade para ler esse livro, eu adoro essas obras que tratam de assuntos mais sérios e que fogem do clichê, ainda mais quando tem assuntos familiares. Fico feliz em ver sua opinião e ver que você gostou, vou tentar adquirir meu exemplar em breve para conferir!

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Eu também esperava que iria encontrar apenas um romance fofo e clichê, e me surpreendi positivamente que o livro virou um dos meus queridinhos. É incrível como a autora conseguiu colocar uma grande carga emocional em alguns tópicos e deixar a história leve e gostosa de acompanhar.
    Eu me apaixonei pelo Jase, ele é tão amor que nem tenho palavras. Mas quem realmente ganhou meu coração foi o irmãozinho dele e suas tiradas me deixaram querendo esmagar ele tipo a Felicia com os animais em Looney Tunes *-*
    Adorei sua resenha e relembrar a leitura!
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir