01 abril 2016

[Resenha] Para Sir Phillip, Com Amor - Por Julia Quinn


Título: Para Sir Phillip, Com Amor
Os Bridgertons #5 ]
Autor (a): Julia Quinn
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Skoob || Encontre
4 ESTRELAS
Sinopse: Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos.
Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

Resenhas Anteriores
Os Bridgertons #1 - O Duque e Eu
Os Bridgertons #2 - O Visconde que me amava
Os Bridgertons #3 - Um Perfeito Cavalheiro 
Os Bridgertons #4 - Os Segredos de Colin Bridgerton



Eloise está mais do que satisfeita com sua vida, ela tem uma família que a ama e não liga para seu status imposto pela sociedade londrina de solteirona aos quase 30 anos, pelo menos sua melhor amiga Penelope também está na mesma situação, não que ela não tenha recebido pedidos, só que nenhum chegou perto de faze-lá aceitar. Ela anceia por uma vida de amor e paixões arrebatadoras e menos que isso jamais aceitaria. Desde que se conhece por pessoa ela escreve cartas, adora escrever para todas as pessoas contando novidades e querendo saber suas respostas. Numa dessas cartas Eloise começa a se corresponder com Phillip que acaba de ficar viúvo de uma prima distante que veio a falecer, Eloise manda uma carta com suas condolências onde poucos dias depois Phillip responde e assim começando a se corresponderem.

Era habitual que as damas da classe social de Eloise passassem várias horas na semana escrevendo cartas, mas Eloise já fazia muito que tinha adquirido o hábito de fazê-lo, mas todo dia. Adorava escrever cartas, sobretudo às pessoas a quem fazia muito que não via (sempre tinha gostado de imaginar sua surpresa quando abrissem o envelope), assim ia ao papel e à pluma por motivo de qualquer ocasião, fossem nascimentos, mortes ou qualquer outra data assinalada que requeresse uma felicitação ou uma condolência.
Capítulo 01

Logo Phillip deixa claro seu interesse em desposar Eloise em matrimônio convidando-a a passar um tempo em casa para poderem se conhecem melhor. Ela já considerava as intenções, mas após Penelope se casar com seu irmão Colin é que ela decide ir imediatamente fugindo de todos para poder conhecer o cavalheiro que tanto a encantou, qual sua surpresa em descobrir que o homem não é nada do que imaginou e ainda trás consigo pensamentos totalmente diferentes sobre amor. Eloise terá que descobrir se realmente quer viver com Phillip e ele perceberá o furacão e alegrias que a jovem trará para sua vida.



- - - - - - - Minhas Impressões - - - - - - -

O livro é narrado em terceira pessoa seguindo o padrão dos livros anteriores, mas lembrando que a narrativa é tão diferente que temos a impressão que a narradora faz parte da estória. Diferente dos outros volumes esse foi o que menos gostei até agora, mas não se enganem é tão encantador e arrebatador quanto eles.


Eloise não é estranha o leitor que já acompanham a série pois ela já fez algumas pontinhas nas estórias anteriores, ela sempre demostrou ser uma mulher elétrica e muito empolgada em tudo que faz, lembro que no livro anterior Penelope cita que Eloise muda de assunto rapidamente e isso podia incomodar algumas pessoas mas a ela não pois a amiga é simplesmente assim.


Na sua estória vemos toda sua personalidade amplificada, sendo criada com quatro irmãos ela aprendeu a dar voz as suas atitudes e na maioria das vezes é impulsivas como no caso de fugir do casamente do irmão para passar um tempo na casa de Phillip sem ao menos ter lhe avisado que iria ou até mesmo o conhecer, ela não pensa no que faz só age. Também deseja um amor como o dos seus irmãos e quando Penelope também encontra ela fica desesperada pois acha que jamais se apaixonaria.


Phillip é totalmente o oposto. É um cara centrado e reservado que não acreditar em amor e acha que casamente é uma realização de responsabilidades. Pai de dois filhos no qual perdeu a mulher algum tempo ele deseja encontrar uma esposa para que cuide dos seus filhos já que ele não tem a menor noção de como fazer, ele se sente melhor sem pessoas perto por isso fica a maior parte do seu tempo em sua estufa cuidando das suas amadas plantas. Phillip é diferente dos mocinhos criados pela autora sendo mais complexo e muito menos encantador, no começo não senti nenhum afinidade com ele justamente por sua personalidade mas conforme ele foi mudando minhas opiniões o acompanharam.


Os filhos dele foram um achado para a estória, sendo eles Oliver e Amanda onde são considerados pelos criados da casa um casal de pequenos demônios. Dei boa risadas com nas travessuras e peças que das crianças pregavam. Desde que a mãe morreu tudo que eles mais querem é ter a atenção do pai e por isso sempre estão fazendo algo para serem notados. Com a chegada de Eloise eles tenta espantá-la, inutilmente pois ela conhece cada artimanha que eles utiliozam e até mesmo revida á altura, mas no fundo são crianças que querem ser amadas e ter uma família e Eloise percebe isso facilmente. 


Os membros masculino da família Bridgerton são responsáveis por salvar a irmã de uma desonra. Fiquei estasiada em ver os irmãos juntos querendo ajudá-la quando na realidade, na minha opinião, Phillip que deveria ser salvo. Dei risadas e amei cada segundo dessa união.


De todos os livros esse é o mais diferente pois tem o fato do Phillip já ter sido casado e ainda ter filhos. O casal é diferente um do outro onde vemos um mocinho muito machucado que Eloise ajuda a se curar e mostra o quanto é errado se distanciar das pessoas que amamos principalmente dos seus filhos, ele acredita piamente que eles estão melhor sem a presença do pai. A trama trás superação e recomeços, vemos o quanto foi importante Eloise estar na vida não somente do Phillip como também dos seus filhos, o amor vai desabrochando aos poucos e é bem legal ver ele se entregando a algo que desacreditava.


Julia Quinn criou uma estória com enredo clichê e transformou em algo profundo. A diagramação do livro está impecável possuindo letras e espaçamentos em tamanhos ótimos para leitura. Dessa vez não temos as As Crônicas da Sociedade de Lady  Whistledown em cada começo de capito mas sim trechos de cartas que Eloise costuma escrever para família e amigos.


Costumo dizer que a Julia Quinn deve ter feito um feitiço para que todos que leem seus livros morram de amores, sou totalmente apaixonada por suas estória e sempre irei recomendar e defender com muito fervor, são leituras apaixonantes que trazem sempre algo a mais para reflexão dos leitores, então sim, leiammmmmmm os Bridgertons. 


Os Bridgertons

18 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Eu amo essa autora e também já li esse livro. Julia Quinn fez feitiço mesmo kkk essa mulher tem um dom maravilhoso com a palavra, e espero ler vários outros títulos da autora. Nem sei dizer qual é o meu favorito, acho que cada um tem um detalhe especial.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nada da Julia Quin e com certeza não foi por falta de indicações e elogios. Apesar de adorar romances, li pouquíssimos históricos e acho que quero entrar de cabeça neste gênero por esta serie. Acho que vou adorar, do primeiro volume ao ultimo!!! Espero poder fazer isso em breve.
    Lindas as fotos no post.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiê
    Eu ainda não li nehum dos livros da Julia, acredita? Rsrs, mas sim, tenho uma imensa curiosidade de acompanhar essa série que parece ser bem legal. Não tinha visto as imagens da família rsrs e achei bem bacana as caricaturas. Espero poder ler a série em breve, até mais vê
    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Amiga eu ainda não li nada da Julia Quinn e tenho ficado bastante curiosa pelo que o pessoal comenta. Quero muito fazer a leitura de seus livros, mas eu não sei quando farei isso sabe? Mas espero poder gostar assim como todos que são fans da autora. Eu tenho achado as estorias interessantes e envolventes e espero de verdade poder fazer a leitura deles. Enfim...

    Eu não li a resenha para ser sincera para não ter spoilers já que não li nenhum, mas pela maneira que tu fala no seu ponto de vista, me parece ser um livro muito bom mesmo. Estou bem curiosa e até a Agatha já disse pra mim ler, porque até ela se surpreendeu com a escrita da autora. rs

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/04/resumo-do-mes-de-marco.html

    ResponderExcluir
  5. Oi, ouço muito falar dos livros da Julia e até hoje não criei coragem para lê-los, pois mesmo sendo uma série, são livros independentes. Achei a premissa bem interessante, mesmo sendo um romance de epoca, que é um estilo de livro que não curto muito. Gostei da resenha e ela me instigou mais ainda a começar a ler os livros dela, pois tenho muita curiosidade.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Stéfani, tudo bem?
    Vejo tantas pessoas falarem bem dessa autora, mas ainda não me convenci e não tenho uma vontade muito grande de conhecer suas obras. E esse livro parece ser algo diferente mesmo, é bem incomum vermos um romance se desenvolver entre uma mulher e um homem que já foi casado e tem filhos.
    Ah! Uma coisinha que me incomodou um pouco nessa história é o fato de Phillip achar que seja necessário uma mulher para criar os filhos, para mim não passa de desculpa para não ter que assumir a responsabilidade ou é só por interesse pela moça mesmo, o que pra mim ainda é algo bobo.
    Gostei da resenha, mas ainda não tenho interesse em conhecer essa série, quem sabe isso mude mais para frente.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  7. Ai que amor!!! eu sou louca para ler essa série e como uma boa apaixonada por romances de época eu me envergonho de falar que ainda não li :(
    Olha, realmente, todos que leem ficam malucos pelos livros e não vejo a hora de entrar para esse time também. Tenho que falar que eu amei suas fotos, deixaram o livro ainda mais charmoso, parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Menina, se é o livro que você menos gostou da série até agora, mas mesmo assim o achou arrebatador... Uau! Hahaha. Lendo sua resenha, vejo como a obra te agradou. E mesmo nos aspectos frágeis que você levantou, não me senti nenhum pouco temerosa. Acho que vou gostar da obra. Confesso que o que mais me atraiu foi o fato de o casal protagonista ser tão diferente! Quero dizer, o homem já ter sido casado e ainda ser pai em um romance de época é ousado.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  9. Meudeus cada resenha que vejo dessa série fico com mais vontade ainda de ler os livros! sério, acho que sou a única pessoa na face da terra que não li nenhum livro dessa serie ainda, mas quero arrumar isso esse ano ainda e ler todos os livros. Tenho certeza que irei morrer de amores por eles!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  10. Achei bem diferente também o cara já ter filhos, nunca tinha lido nenhum romance de época em que a mocinha ficava com um cara que já foi casado e tem filhos, então achei a trama bem envolvente, só por ter esse diferencial. Eu ainda não li nada dessa autora, mas pretendo começar a série.
    Ah, e amei suas fotos, ficaram lindas, parabéns!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Oie. Achei mega legal a premissa do livro, acho que eu iria gostar mais desse hehehehe Assim como Eloise, eu amoo cartas ♥♥♥ Tenho certeza que vou curtir ela.
    Ainda não li nada da Julia, mas agora com a parceria com a arqueiro (algo que nem estou acreditando), vou ter a oportunidade de conhecer a escrita mágica desse mulher que como você disse parece enfeitiçar os leitores hehehehhehehe
    E preciso dizer que sempre fico babando em suas fotos lindas ♥
    Parabéns pela resenha <3

    ResponderExcluir
  12. Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah, cara!
    Se tem uma coisa que sou é apaixonada por romances de época!
    E esse amor nasceu ao conhecer Julia Quinn e Os Bridgertons. Já li os seis primeiros o e sétimo já está na transportadora e em breve chegará em minhas mãos! (mal posso esperar de ansiedade).
    De todas as histórias, a que menos gostei foi a de Benedict. Achei que a história de fato enrolou um pouco para acontecer, mas o livro não perdeu a essência e gostei da idealização de "Cinderela". A história de Eloise realmente foi bem diferente. Philip já era casado e com dois filhos e ficou aquela coisa "cara, como será que vai ser essa história?" Desde os primeiros livros achei Eloise com uma personalidade diferente de todos. Bem inteligente, divertida, impulsiva, franca, Eloise é uma das (se não a) minhas favoritas, mas ela tem como forte concorrente, sua irmã mais nova, Hyacinth! Estou louca para ler a história dela, pois acompanhamos o crescimento da personagem. O que achei bem legal nesse livro é que ele acontece ao mesmo tempo em que aconteceu seu antecessor e Julia fez uma jogada de mestre ao não deixar o início dos capítulos em braco, colocando as cartas trocadas entre nosso personagens principais. Faria muita falta se não houvesse nada!

    ~ Kaah
    ~ http://sextetoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie!! Tudo numa nice?!
    Esse é um gênero de livro que não curto de verdade, romance histórico apesar de eu gostar do Histórico. As roupas de antigamente, os costumes, sou fascinada por História Geral, eu só não curto o romance clichê. Toda vez que vejo livros como esse é a palavra que me vem a mente. Mas às vezes eu leio romances, só não desse tipo. Já ouvi falar muito dessa autora, mas nunca li nada dela e nem sinto essa vontade. Nada contra a autora, eu só não curto muito.
    Mas eu gostei de verdade de Amanda e Oliver só pelas suas descrições, devem ser crianças bem sapecas e divertidas.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  14. Já ouvi falar tão bem sobre o livro, mas nunca tinha me despertado tanta curiosidade. Pelos seus elogios, a escrita da autora deve ser ótima e isso me cativou a querer lê-lo. Apesar de não ler muito romance histórico, alguns pontos da resenha me fez com que sentisse vontade de ler. De cara não gostei tanto desse Phillip, mas como os personagens mudam, pode ser que minha ideia também. Achei a diagramação uma fofura e espero ler o livro em breve.
    Beijos!
    http://virandoamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nunca li nada da autora mas esta saga é muito elogiada. Gostei do fato de que o personagem é que é viúvo e que a mocinha tem que ir passar o tempo com ele, apesar de saber que é sempre a questão de ter brigas e depois tudo dar certo. E sempre a família quer ajudar um ao outro. É uma coisa clichê mas que com um detalhe ou outro acaba nos fazendo amar tudo!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  16. Já vi extensos elogios a essa série e torço o nariz pois não gosto do gênero, o único livro da série que me deixa com curiosidade é o inspirado na cinderela, pena que este livro não foi tão bom para você como os anteriores, e que a novidade trazida pela autora foi e não foi tão satisfatória, que os seguintes livros te cative :)

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oiiie flor, tudo bem?

    Sabe, eu só li as suas impressões e ainda por cima, pois acabei de comprar esse livro e quero me surpreender. Eu amo a série dos Bridgertons, é sem dúvida a minha segunda favorita (A primeira é HP rs), e quero muito vê como Eloise vai se sair, já que ela era toda pra frente e não queria ninguém. Estou com muitas saudades dos meus queridos e não vejo a hora de poder ler.

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bom?

    OMG! A cada resenha que leio dessa série me faz apaixonar por suas hsitória, mesmo sem ter lido algum dos livros. Amo livros históricos, mas nunca tive a oportunidade de ler algo da Julia. Realmente preciso mudar isso rapidamente hahaha

    Achei bem diferente o mocinho já ter sido casado e ter dois filhos. Fiquei imaginando que tipo de travessuras os pequenos faziam para chamar a atenção do pai. Deu até dó deles que só querem atenção e um pouco de amor :(

    Enfim, sua resenha ficou ótima! Obrigada pela dica ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir